Considerando urgente sensibilizar para a correta deposição de resíduos, particularmente as beatas e plásticos descartáveis, o Gabinete do Parlamento Europeu e a Representação da Comissão Europeia em Portugal, numa co-organização com a Zero Waste Lab, convidaram diferentes coletivos criativos a intervirem em papeleiras de rua, sinalizando-as como o local para depósito correto das pontas de cigarros. Desta forma, as papeleiras ganham interesse também enquanto expressão artística. Colaboraram o Atelier 3, a Casa Semente, o Geridades e os Alunos de Arte Escola Secundária Dona Luísa de Gusmão.

No dia 8 de novembro, a freguesia da Penha de França inaugura quinze papeleiras de arte urbana, num percurso pedestre de sensibilização, com recolha de beatas, seguido de uma conversa aberta com cidadãos sobre questões ambientais. As papeleiras terão como elo comum a interpretação artística de um alvo pintado no seu topo dando visibilidade à área destinada para apagar as pontas de cigarros. Pretende-se atrair a atenção dos fumadores e mudar comportamentos.

Cada papeleira terá também um QR CODE de acesso direto à página zerowastelab.pt dedicado ao tema da campanha, com conteúdos de sensibilização e apresentação artística das obras.

Beatas e plástico: um problema grave

As beatas de cigarros são um dos resíduos mais encontrados no mar e são também os mais
perigosos para a terra durante o seu processo de decomposição. Uma beata de cigarro contém
várias substâncias tóxicas desde pesticidas a substâncias decorrentes da queima do cigarro, como o alcatrão e o cianeto. O filtro contém plástico e, por isso, a sua degradação é extremamente lenta, chegando a demorar mais de 10 anos.

As estimativas dizem-nos que chegam ao chão 7000 beatas por minuto, num total aproximado de 10 milhões por dia. Em Portugal, o número de cigarros consumidos é de 10 biliões por ano. Cada beata de cigarro que não é colocada numa papeleira ou beatão acaba por desencadear um ciclo de contaminação do solo e da água, pondo em risco todos os organismos que deles dependem.

Estudos de comportamento dizem-nos que parte dos fumadores atira a beata ao chão de forma inconsciente, porque não a identifica como lixo e por não ter consciência dos seus impactos.

O plástico é um material necessário e muito utilizado, mas, no entanto, a forma como os plásticos são atualmente produzidos e eliminados não permite concretizar os benefícios económicos de uma abordagem circular e acaba por ser nociva para o ambiente. A Estratégia Europeia para os plásticos faz parte da transição da Europa para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os compromissos climáticos globais e os objetivos da política industrial da União Europeia.

PROGRAMA
8 de novembro | Praça António Sardinha | Penha de França

15h00 – Apresentação da iniciativa – Beata é Plástico

15h15 - Ação de sensibilização com recolha de beatas, ao longo do percurso que inclui as papeleiras criativas

16h30 - Diálogo com cidadãos: conversa aberta sobre Ambiente - Iniciativa #EUProtects - Biblioteca da Penha de França

Quem é a Zero Waste LAB

A Zero Waste Lab é uma associação sem fins lucrativos com a missão de promover o conceito “lixo zero” e contribuir para um futuro sem lixo. Trabalha com projetos educativos e de sensibilização, mas também com experimentação e tecnologia, projetos comunitários, workshops, palestras, consultoria e inúmeras dinâmicas experimentais em torno da mensagem Zero Waste.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.