Adotar um estilo de vida sustentável tornou-se cada vez mais uma prioridade para todos nós, face à necessidade de combater as alterações climáticas que tanto afetam o nosso planeta. Mas sabia que pode contribuir para um mundo mais sustentável, ao mesmo tempo que poupa no seu orçamento familiar?

Apesar de poupar ser, muitas vezes, um “exercício de ginástica” para os consumidores, fazê-lo de forma sustentável pode parecer ainda mais desafiante, mas igualmente gratificante. Na verdade, os conceitos de poupança e sustentabilidade andam de mãos dadas, e reduzir o seu impacto ambiental ao mesmo tempo que otimiza as suas despesas pode ser mais simples do que pensa.

Para o ajudar a poupar de forma eco-friendly, o UNIBANCO apresenta-lhe um conjunto de 8 recomendações que poderá adotar.

1. Reutilize as embalagens que já tem em casa

É frequente pensar que a opção mais eficiente para reduzir o impacto ambiental passa por investir em alternativas reutilizáveis e descartar os materiais aparentemente mais prejudiciais para o ambiente. Contudo, antes de adquirir novas soluções, procure apostar na reutilização ao máximo, evitando gastos desnecessários.

O primeiro passo é olhar para a sua dispensa e perceber o que pode ser aproveitado para novas utilizações, como compras e armazenamento: sacos acumulados, frascos de vidro, garrafas ou caixas.

2. Prefira compras a granel

Sempre que possível, opte por comprar produtos a granel, uma vez que esta prática permite adquirir apenas a quantidade que necessita, e evita o uso de embalagens desnecessárias e mais dispendiosas.

3. Evite o desperdício alimentar

Esta é talvez a mais básica das dicas, mas que é frequentemente descurada. Estima-se que sejam desperdiçados, só na UE, 88 milhões de toneladas de alimentos por ano. Deste valor, mais de metade constitui desperdício doméstico, o que significa que o contributo individual e familiar pode ter um grande impacto na redução do mesmo.

Existem inúmeras formas de colmatar este problema, optando por congelar refeições que sobraram ou utilizar as partes normalmente descartáveis dos alimentos em novas receitas.

Fazer um inventário da comida que já tem em casa e um planeamento das refeições antes de ir às compras, são também práticas que permitem fazer uma boa gestão dos bens alimentares, e pelo meio poupar algum dinheiro.

4. Não faça compras por impulso

Antes de fazer uma compra impulsiva, pondere e avalie bem se realmente necessita do produto que pretende adquirir. Minimizar este tipo de consumo reduz a pegada ecológica e traduz-se numa maior poupança no final do mês.

5. Poupe água

Face à escassez deste recurso essencial, vale a pena relembrar a importância de promover o seu uso consciente. É possível adotar pequenos hábitos diários que fazem toda a diferença e permitem reduzir a fatura mensal.

Verificar as torneiras com regularidade, utilizar redutores de caudal nas mesmas, fechar a água ao lavar os dentes e durante o duche, assim como optar por este último ao invés do banho de imersão, são exemplos eficazes de como é possível poupar água e dinheiro de forma simples.

A água que corre no duche ou no lavatório enquanto aquece, pode também ser recolhida e aproveitada para outras tarefas, como é o caso da confeção de refeições.

6. Aproveite a luz natural

Ao longo do dia, tente aproveitar a luz natural ao máximo, abrindo cortinas e persianas, de modo a minimizar o uso da luz artificial, e consequentemente, o consumo elétrico. É também importante lembrar-se de desligar as luzes sempre que a divisão estiver vazia, e optar por lâmpadas de baixo consumo.

7. Aposte num uso mais consciente dos eletrodomésticos

Nem sempre é viável investir num novo eletrodoméstico. Contudo, ainda que os seus equipamentos não sejam os mais eficientes, existem maneiras de garantir um consumo mais sustentável. O frigorífico é um dos eletrodomésticos que consome mais energia, pelo que deve reduzir o número de vezes que o abre, e evitar a acumulação de gelo no congelador.

Sempre que possível, opte pelos modos económicos dos vários eletrodomésticos, e desligue os equipamentos eletrónicos para evitar que gastem energia em modo stand-by.

8. Deixe o carro em casa

Os automóveis são uma das principais fontes de emissão de gases poluentes para o ambiente. Faça a sua contribuição ao reduzir a utilização do carro, optando pelos transportes públicos, bicicletas ou até por caminhar, alternativas de mobilidade mais sustentáveis e mais em conta.

9. Utilize meios de pagamento mais ecológicos

Privilegie a utilização da sua app financeira para controlar as suas despesas e movimentos, realizar compras e pagamentos ou transferências imediatas via MB Way, de uma forma simples, rápida e segura.

Pode ainda aderir a uma conta digital, que poderá movimentar através de um cartão virtual pré-pago recarregável, sem deslocações à agência ou ATM.

E se preferir ter o cartão físico, já existem muitas instituições que disponibilizam cartões produzidos com materiais mais sustentáveis.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.