O que diria Diogo Infante ao rapaz de 18 anos que era guia no Algarve e sonhava um dia pisar o palco? A pergunta foi feita por Maria Botelho Moniz em direto no programa 'Dois às 10' e respondida pelo ator.

"Vou tentar dizer isto sem me comover… Eu provavelmente diria o que a minha mãe me disse: 'Vai, estou contigo'", começa por afirmar o ator, que é hoje uma referência no panorama artístico nacional.

Sem conseguir esconder a emoção e com as lágrimas à espreita, Diogo Infante recorda o amor que recebeu da mãe - que morreu há já alguns anos.

"É tão bom sentir que temos quem acredita em nós, quem confia em nós, quem nos ama. Amar é algo absolutamente incrível porque nos devolve uma autoestima suficiente para acreditarmos em nós. E como eu tive esse amor, às vezes tenho dias maus, tenho dias mais difíceis, mas a maior parte das vezes eu sinto-me indestrutível", garante.

"E olho e estou mais velho e estou mais cansado e não tenho as condições que desejaria, mas tento sempre ver o copo meio cheio: o que é que eu posso fazer com isto, o que é que eu posso fazer com as oportunidades que a vida me dá", explica, dando conta de que todos os dias tenta passar esta mensagem ao filho, Filipe Infante.

"Abraça as tuas diferenças. Abraça tudo aquilo que em ti é único e especial, porque tu és único e especial", cita, lembrando o conselho que partilha com o jovem Filipe.

Leia Também: Serginho revela sofrer de transtorno mental. "Saio da TVI em lágrimas"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.