Apesar de tentar manter a sua vida privada longe dos holofotes, Irina Shayk decidiu abrir o seu coração para falar da separação de Bradley Cooper, com quem tem uma filha em comum, a pequena Lea, de dois anos.

A modelo é a estrela da capa da edição de março da revista Vogue britânica e, durante a entrevista, não escondeu aquilo que sente em relação ao fim da relação com o ator.

"Eu acho que em todas as boas relações nós trazemos o nosso melhor e pior - é apenas a natureza de um ser humano. Duas ótimas pessoas não precisam de formar um bom casal", começou por dizer, referindo que ambos tiveram "sorte" pelo tempo em que estiveram juntos.

"Acho que tivemos muita sorte da experiência que tivemos um com o outro. A vida sem B é um novo terreno", partilhou.

Shayk e Cooper seguiram caminhos separados em junho do ano passado, depois de terem estado juntos durante cerca de quatro anos.

A maternidade foi outro dos pontos abordados durante a entrevista. "É difícil encontrar um equilíbrio entre ser mãe solteira e ser uma mulher trabalhadora. Acredite em mim, há dias em que acordo e fico do género: Oh meu Deus, não sei o que fazer, estou a desmoronar", destacou.

Mas não ficou por aqui e afirmou ainda que tem uma "personalidade forte". "Sei o que quero e acho que isso assusta alguns homens. Se alguém sai da minha vida, fica fora da minha vida, eu corto todos os laços. Acho que algumas pessoas assustam-se com esta frieza. Acho também que muitas pessoas não sabem que por trás disso há uma boa pessoa, doce, que chora nas entrevistas", desabafou.

Leia Também: Fotógrafo assinala aniversário de Irina Shayk com foto da modelo nua

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.