Numa altura em que muitos países desenvolvidos revelam as suas fragilidades no combate à pandemia que está a mudar o mundo, Naomi Campbell elogia a estratégia de combate à COVID-19 do Senegal, um país onde 46,7% vive em condições de pobreza. "Esta história tem de ser ouvida", apela a modelo, atriz, empresária e ativista inglesa de 49 anos na publicação que fez nas redes sociais para promover uma reportagem do canal noticioso árabe Al Jazeera.

"Sem ter propriamente um orçamento para a saúde, o Senegal está a liderar a batalha contra o coronavírus em África. Desde testes a partir de um dólar [cerca de 0,90 cêntimos] até ventiladores impressos em 3D por 60 dólares [cerca de 55 euros], estão a saber tirar partido das experiências passadas e a enfrentar a luta contra a COVID-19. Bravo", aplaude Naomi Campbell, que num direto no Instagram com uma agente de modelos desvendou rotinas.

"Nunca saio de casa sem tomar banho", confessou a Camilla Lowther. "Há muitas coisas que não saio de casa sem fazer, como usar perfume. É tão importante", afirma a ex-cantora, que tem passado a quarentena em Nova Iorque, nos EUA. Para além dos muitos diretos nas redes sociais, Naomi Campbell tem também aproveitado o confinamento para rezar. "É uma coisa automática. Eu levanto-me, ponho os pés no chão e rezo", admite a manequim britânica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.