Produtos que ajudam
Se for como a maioria das mães novatas, alimentar o bebé fora de casa é algo que causa um pouco de ansiedade. Nem sempre é fácil amamentar comodamente ou preparar calmamente um biberão de fórmula quando o bebé está aos gritos num local público. E quando os alimentos sólidos começam a fazer parte da alimentação diária do bebé e tem de fazer malabarismos com boiões, caixas, colheres e babetes — qual a melhor forma de gerir tudo isto?
Apresentamos-lhe aqui algumas orientações para sobreviver às excursões fora de casa desde o primeiro dia até o bebé completar um ano – e indicamos ainda produtos práticos que tornam muito mais fácil a alimentação fora de casa.
Amamentar em público
Olhares indiscretos, o peito a verter leite e um bebé esfomeado que não quer esperar por um local mais adequado para iniciar a sua refeição: no início, amamentar o bebé em público pode ser uma crise de nervos.
O que pode ajudar:
Soutiens de amamentação que possa abrir à frente apenas com uma mão. Ficaria surpreendida com o trabalho que dá desapertar o soutien com o bebé agarrado a si quando não está no seu canto de amamentação em casa. Um soutien que possa abrir só com uma mão ajuda a evitar esses constrangimentos.
T-shirts de amamentação. À semelhança da roupa para grávida, o vestuário para mães a amamentar também já é muito agradável. Pode encontrar T-shirts, vestidos e camisolas que parecem roupa normal, mas que apresentam aberturas discretas na zona do peito, para que o bebé se possa alimentar sem que a mãe fique exposta. Cubra-se. Um lenço leve que possa enrolar facilmente ou fixar com velcro à volta do pescoço dá-lhe a privacidade de que necessita e não sai do lugar — mesmo que o bebé se agarre a ele enquanto está a mamar. continua

Uma bomba tira-leite. Se se habituar a extrair e a guardar leite materno, poderá sempre optar por dar o biberão. Poderá dar muito jeito se estiver num sítio (por ex. um casamento) em que amamentar poderá ser constrangedor ou inconveniente. Pode guardar leite extraído com a bomba à temperatura ambiente (máximo 25ºC) durante quatro horas, num saco térmico até 24 horas e no frigorífico durante um máximo de 72 horas (três dias). (Para aquecer, basta passar o biberão por água quente ou utilizar um aquecedor de biberões portátil.)
Adaptador de automóvel para a bomba tira-leite. As bombas extractoras mais eficazes são eléctricas, por isso, se viajar de carro e não tiver acesso a electricidade, compre um adaptador para ligar a bomba ao automóvel. (Também pode usar uma bomba manual, mas não é tão eficiente como a eléctrica.)
Almofada de amamentação insuflável. A amamentação pode ser meio caminho andado para dores nas costas se não garantir o apoio devido. Procure uma almofada de amamentação insuflável que caiba na mochila do bebé — o bebé ficará na posição correcta, reduzindo o esforço nas suas costas e braços e tornando cómoda a amamentação, onde quer que esteja.
Sugestão: para amamentar mais discretamente em público, use uma camisa com botões à frente e desaperte-a a partir de baixo, mantendo assim o peito coberto. continua

Leite de substituição fora de casa
Um biberão com leite de fórmula é muito prático — até se ver fora da sua cozinha. Nessa altura, medir, misturar e verter poderá começar a parecer bastante complicado, especialmente se o bebé estiver aos gritos.
O que pode ajudar:
Leite de substituição enlatado e pronto a beber. Esta é a solução mais fácil — e também a mais cara. Custa consideravelmente mais do que o leite em pó ou líquido concentrado, por isso muitas mães guardam-no para as emergências. Doseador de leite de substituição em pó (e de papa). Utilize um recipiente de plástico com divisórias para levar consigo quantidades de leite (ou papa) previamente medidas. Depois basta verter o pó para um biberão, adicionar água e servir.
Embalagens individuais de leite em pó. Embora sejam um pouco mais caras do que as latas de concentrado em pó ou líquido, estas embalagens pré-medidas são muito práticas, especialmente quando viaja de avião e não quer levar uma volumosa lata de leite de substituição na mochila do bebé.
Conheça a forma segura de transportar leite de substituição. Se optar pela via mais económica de misturar a sua própria fórmula, assegure-se de que a prepara e guarda em segurança: um biberão preparado conserva-se à temperatura ambiente durante cerca de uma hora. Se não o utilizar nesse período, guarde-o numa geleira isolada com gelo, até estar pronta para dá-lo ao bebé. Por uma questão de segurança, muitos especialistas recomendam a utilização de água fervida com o leite de substituição até o bebé ter cerca de 4 a 6 meses de idade, quando o sistema imunitário começa a criar mais protecções contra infecções — poderá ser então necessário levar água consigo. Deite fora qualquer leite de substituição que permaneça no biberão uma hora após o bebé ter começado a beber. A partir do momento em que a boca do bebé toca no biberão, o conteúdo pode ficar contaminado com bactérias. continua

Aquecedor/refrigerador de biberões. Com um refrigerador/aquecedor portátil, pode manter um biberão fresco e aquecê-lo quando for preciso.
Sugestão: se o bebé preferir beber o leite de substituição morno, leve um termos com água morna. Em casa, aqueça a água à temperatura pretendida, coloque-a num termos e doseie a quantidade certa de fórmula em biberões separados. Misture nos biberões quando chegar a hora de alimentar o bebé.
Alimentos sólidos fora de casa
A partir dos 4 - 6 meses de idade, é provável que o bebé comece a tomar alimentos sólidos — por isso, prepare-se para acrescentar colheres flexíveis, pratos, babetes e mais outras coisas à sua já repleta mochila do bebé.
O que pode ajudar:
Babetes descartáveis ou com capa de plástico. Os babetes descartáveis são, na verdade, toalhas de cozinha mais espessas, com fechos de velcro, que pode deitar fora depois de utilizar. Os babetes com capa de plástico podem ser limpos com um toalhete ou um guardanapo e lavados na máquina quando chegar a casa.
Marcadores de mesa portáteis. Os marcadores portáteis que pode colocar sobre as mesas dos restaurantes ou nos tabuleiros das cadeiras de bebé permitem ter a certeza de que o bebé está a comer sobre uma superfície limpa. Existem marcadores reutilizáveis ou descartáveis em plástico — estes são práticos porque não escorregam. Os marcadores descartáveis (essencialmente toalhas de papel mais resistentes) também servem, mas não aderem tão bem à superfície como os de plástico. continua

Mini-cortador de alimentos. Está cansada de cortar os alimentos do bebé aos bocadinhos? Um cortador de alimentos trata rapidamente dessa tarefa e é suficientemente pequeno para caber na mochila do bebé. Coloque no cortador a fruta, os legumes ou a carne que quer dar ao bebé, pressione algumas vezes e terá uma refeição pronta a servir, com toda a segurança.
Conheça as regras de segurança dos alimentos para bebés. Se der comida de um boião ou outro recipiente, não mergulhe a colher novamente na comida depois de esta ter tocado na boca do bebé, a menos que tenha a certeza de que ele comerá tudo (ou se não quiser guardar o resto). A colher contaminará com bactérias a comida ainda no recipiente. Use uma colher limpa para retirar uma pequena quantidade de comida para uma taça e sirva-a a partir daí. Uma vez abertos, os boiões comerciais de comida para bebé conservam-se – no frigorífico – durante 24 a 48 horas (leia o rótulo do boião para obter informações mais específicas: a fruta aguenta mais tempo do que a carne). Se não tiver acesso a um frigorífico, guarde os restos entre pastilhas de congelação, numa geleira isolada. Em caso de dúvida, deite fora. É melhor não arriscar servir comida contaminada.
Cadeira de mesa ou cadeira insuflável. Úteis quando janta num restaurante ou em casa de amigos, estas cadeiras fixam-se virtualmente a qualquer mesa, até mesmo uma mesa de piquenique. Uma cadeira insuflável é suficientemente compacta para caber na maioria das mochilas de bebé ou mochilas normais.
Caixas descartáveis com “petiscos”. Encha uma ou duas caixas de plástico com tampa com alimentos rápidos adequados à idade do bebé: papa de arroz para um bebé (adicione leite materno, leite de fórmula ou água quando chegar a hora de comer), flocos torrados, bolachas para bebé, bolachas de água e sal, tangerinas descascadas e aos gomos. Estes recipientes evitam que os alimentos se espalhem e se desfaçam — e também são fantásticas tigelas para servir comida de boião. continua

Colheres descartáveis. As colheres descartáveis para bebé ou criança são úteis para misturar a papa e para dar ao bebé. Além disso, não terá de as limpar antes de as levar para casa.
Mini-saco térmico isolado. Um pequeno saco térmico com pastilhas de congelação mantém frescos leite de fórmula, sumo, iogurte, queijo e outros alimentos perecíveis até precisar deles. Se o bebé ainda estiver a experimentar alimentos, a sua vida ficará mais fácil se os tiver à mão e depois “complementar” com os alimentos disponíveis no local onde estiver a tomar a sua refeição.
Mini-frigorífico portátil. Para saídas mais prolongadas, como viagens de carro, um frigorífico portátil com adaptador de automóvel (que também pode ser ligado a uma tomada eléctrica normal) conserva a frescura dos boiões abertos, alimentos diversos para comer entre as refeições, leite materno e leite de substituição já preparado.
Sugestão: Mesmo que esteja em casa, deve oferecer o boião de comida à temperatura ambiente e não aquecido. Deste modo, quando estiver fora de casa (onde aquecer o boião pode não ser prático), o bebé gostará de o comer assim mesmo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.