Mesmo quando corre tudo bem com o parto, as primeiras horas são de uma imensa fragilidade para a saúde da mãe e do recém-nascido. As dificuldades acrescem quando nem tudo corre conforme o idealizado na gravidez ou quando há complicações durante o nascimento.

Seja como for, os pais são os cuidadores mais capacitados dos filhos. O dever dos profissionais deve ser orientar, esclarecer, encorajar, supervisionar e ajudar os pais.

Durante o internamento na maternidade, a mãe e o pai recebem ajudas para cuidar do bebé.

De acordo com Elsa Salgueiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica, na maternidade os pais aprendem os seguintes cuidados:

Ensinos para a higiene do bebé

Um técnico de saúde ajuda a dar o primeiro banho. O pai e a mãe aprendem a cuidar do coto umbilical e a muda da fralda.

Suporte e vigilância no aleitamento materno

Um profissional ajuda a mãe a corrigir a técnica de amamentação (posição, pega, sucção e prevenção de mamilos doloridos ou macerados), fator fundamental para o êxito da amamentação.

Apoio emocional e informação no pós-parto

A mãe (e o pai) recebem apoio e segurança dos técnicos. A equipa de saúde explica quais os sinais de alerta a que a mãe deve estar atenta depois do parto.

Recomendações antes da alta hospitalar

A equipa de saúde deve prestar todos os esclarecimentos necessários antes da alta hospitalar. O ideal é que haja uma rede de cuidados para os pais durante 24 horas, seja no hospital onde aconteceu o parto, seja no centro de saúde da sua área de residência.

Texto: Ana Margarida Marques

Siga este e outros temas sobre gravidez no Facebook A Nossa Gravidez.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.