A competição acesa no mercado da beleza tem motivado, ano após ano, a criação de novos produtos com fórmulas revolucionárias e de tratamentos inovadores que prometem um corpo e um rosto mais próximos da perfeição. 2014 não foi exceção. Surgiram novas tendências e inovações que vieram enriquecer áreas como a cosmetologia, a dermatologia, a maquilhagem e a cirurgia plástica, prometendo abrandar o relógio biológico e tornar-nos (ainda) mais bonitas.

A cirurgia plástica e o boom do mommy makeover

Tiago Baptista Fernandes, cirurgião plástico, considera que 2014 é o ano do boom do mommy makeover, uma técnica para as recém-mamãs, «que promete, numa só cirurgia (com uma duração de duas a quatro horas), corrigir várias zonas específicas do corpo. É indicada especialmente para quem ficou com o peito sem volume e/ou descaído, juntamente com flacidez dos músculos e da pele da barriga. Permite ainda esculpir a cintura, aproveitando a gordura para dar forma às nádegas», refere.

«Envolve, portanto, uma mamoplastia e a técnica S.A.F.E lipoabdominoplastia», descreve ainda o especialista. Este ano, o procedimento «explodiu, em termos de procura, pois as mulheres cada vez mais pretendem estar o menos tempo possível ausentes da família e do trabalho. Envolve uma só anestesia e recuperação de duas semanas e meia», refere ainda o cirurgião plástico.

Nanopartículas, células estaminais e fios subcutâneos

Conta a dermatologista Manuela Cochito que, este ano, «houve sobretudo um grande aperfeiçoamento das técnicas e fórmulas dos produtos já existentes. Apareceram formulações mais agradáveis com moléculas mais pequenas, o que veio otimizar a penetração das substâncias ativas». São as chamadas nanopartículas cosméticas, «subpartículas com dimensões milimétricas que, devido à grande capacidade de armazenar e fixar ativos cosméticos diversos no seu interior, conseguem atingir as camadas mais profundas da pele», assegura.

Também ao nível das células estaminais se assinalaram progressos. «O seu uso tornou-se mais comum e com resultados mais eficazes», explica. Destacam-se ainda «os bons resultados obtidos pela associação da radiofrequência com ultra-sons na firmeza da pele, assim como o uso de fios subcutâneos com efeito tipo lifting que começaram a ser mais fáceis de manejar, com a particularidade de serem absorvidos pelo organismo em dois anos, o que permite trabalhar nessa área com menos riscos», diz ainda.

Californianas, despenteados, cortes retos e curtos

Este ano mantém-se em tendência «a técnica das californianas e as beach waves», refere o cabeleireiro Kako Neves, segundo o qual «diminuiu-se o contraste das cores, embora se tivesse mantido um leve efeito de pontas mais claras». Nos cortes, a maior tendência são os mais retos, pelos ombros, «com variantes um pouco mais acima ou mais abaixo, mas sempre com uma base mais reta e um leve escadeado», explica.

Os cabelos curtos também tiveram muita força «e voltará a repetir-se em 2015, na versão pixie ou Joãozinho, um tipo de corte perfeito para rostos quadrados», assegura o especialista. A finalização dos penteados é a mais natural possível, «um despenteado propositado. As tranças e os rabos de cavalo mantiveram-se para os cabelos longos. As cores violetas, o cobre alaranjado e os loiros nórdicos foram as cores tendência deste ano», afirma ainda.

Veja na página seguinte: Os anos da década de 1960 e estilo tomboy na maquilhagem

Os anos da década de 1960 e estilo tomboy na maquilhagem

«Os anos 60 foram uma das principais tendências deste ano em que o uso de eyeliner e a criação de pestanas grandes estiveram em foco. Para isso, algumas marcas lançaram produtos revolucionários ao nível da fórmula e forma de aplicação», conta Sandra Almeida, maquilhadora, que destaca o lançamento de eyeliners em gel e de máscaras que não só criam volume, como prometem potenciar o crescimento das pestanas. Oriunda dos anos da década de 1990, uma outra tendência, denominada tomboy, levou-nos ainda, em 2014, «a revisitar a andrógenia, o look mais masculino».

O They're real! Push-up liner da Benefit é um eyeliner em gel em formato caneta «que qualquer um consegue aplicar. Faz um traço direito e de uma só vez», explica Sandra Almeida, maquilhadora. O Eyeliner em gel da The Body Shop tem no seu aplicador um pincel encaixado na própria embalagem, permitindo fazer o traço na pálpebra e também delinear as sobrancelhas». Para profissional a máscara So Intense da Sisley Paris «fortifica e faz crescer as pestanas, ao mesmo tempo que as maquilha sem acumular».

«É perfeito para pestanas curtas ou finas», assegura. Já o They're Real! Remover da Benefit é «um desmaquilhante em gel que remove maquilhagem à prova de água, sem agredir os olhos. Adequado para quem usa lentes de contacto». A finalizar, Eye & Brow Maestro da Armani Cosmetics. Sombras em creme, que se fixam nas pálpebras e sobrancelhas. «O pincel tem uma ponta para delinear e tapar falhas e outra para pentear as sobrancelhas», conclui Sandra Almeida.

As grandes tendências da cosmética:

- A explosão da biotecnologia

A biotecnologia é uma área do conhecimento científico que tem estudado as propriedades vegetais, algas, microrganismos marinhos e bactérias ou fungos enquanto «fornecedores de substâncias que permitem melhorar a qualidade e o efeito dos cosméticos», explica Manuela Cochito.

- BB e CC creams

Vieram facilitar o dia a dia das consumidoras, «na medida em que, com um só produto, se consegue obter os benefícios de um hidratante, de uma base e de um protetor solar», sublinha a dermatologista.

- Óleos de rosto, corpo e/ou cabelo

Estão na moda e vieram para ficar. «São formulações químicas, à semelhança dos cremes, mas com uma textura à base de óleo indicados para a hidratação, para iluminar a pele e para retardar os efeitos do envelhecimento. Podem ser usados em todos os tipos de pele, dependendo dos ingredientes», explica Manuela Cochito. Surgiram também no mercado óleos para aplicar nos cabelos que concedem um aspeto cuidado e são especialmente úteis em caso de pontas espigadas.

- Fórmulas sem parabenos e sem conservantes ou silicones

É outra das tendências. «As matérias-primas dos produtos foram modificadas para apresentarem propriedades menos agressivas e mais eficazes», assegura a especialista.

- Neurocosméticos

Contêm substâncias que promovem a produção de endorfinas. Surgiram mais fórmulas com substâncias «capazes de deixar a pele com aparência revitalizada». São exemplos os polifenóis, DMAE (dimetilaminoetanol), retinol, peptídeos, óleo essencial de lavanda e rosa-de-marrocos», afirma Manuela Cochito.

Veja na página seguinte: Novidades nas passerelles e no bloco cirúrgico em 2015

Novidades no bloco cirúrgico em 2015

«A utilização de gordura corporal terá um crescimento marcado pela procura crescente no aumento mamário e lifting facial lipoestaminal, que restaura o volume perdido e melhora a qualidade da pele, graças ao uso de células estaminais colhidas a partir da gordura», diz Tiago Baptista Fernandes.

O que se pode antecipar nas passerelles

«Fala-se muito em camadas de makeup e produtos com textura, como sombras em creme, pigmentos e glitter. Nos desfiles, os key makeup artists de marcas como Dior apresentaram maquilhagem com tiras de pele ou folha de ouro. Para o ano, o azul será a cor de destaque para os olhos e o laranja o tom para os lábios», conta Sandra Almeida.

Texto: Stela Martins com Manuela Cochito (médica dermatologista), Tiago Baptista Fernandes (cirurgião plástico), Sandra Almeida (maquilhadora) e Kako Neves (cabeleireiro)

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.