Innovation Circular Design Story desafia todos os estereótipos da moda sustentável e marca a introdução da nova ferramenta de design circular da H&M – Circulator, uma aplicação que nasce com o propósito de ajudar a criar produtos adaptados para uma economia circular.

A coleção celebra dois temas: a sustentabilidade e a felicidade. É sobre abraçar o futuro com ousadia.

Criada com uma panóplia de materiais reciclados e recicláveis de última geração, com a máxima atenção à adaptabilidade e usabilidade, a coleção faz brilhar o compromisso da H&M numa forma de produção mais circular enquanto oferece peças extravagantes ao estilo de alta costura.

Para celebrar esta coleção, a H&M juntou-se a nomes como Normani, Gigi Hadid, Kaia Gerber, para partilharem o entusiasmo e adrenalina do dressing up antes de uma festa.

Disponível em lojas selecionadas e online a partir de 9 de dezembro.

Innovation Circular Design Story é a mais recente história de inovação da H&M

Uma iniciativa inovadora de sustentabilidade que se concentra no design com visão de futuro e com materiais inovadores.

A coleção é para todos que gostam de experimentar, de arriscar e de se fotografar, este ethos alegre reflete-se na campanha, fotografada pelo pioneiro fotografo Rafael Pavarotti e intitulada “Pouco antes da festa começar”.

A campanha capta a sensação de otimismo, entusiasmo e individualidade de quem ama moda, escolher looks, experimentar roupas, pousar em frente ao espelho, dançar e ser livre.

Innovation Circular Design Story foi criada pela equipa de design da H&M em parceria com o designer Ib Kamara, Creative Advisor e Stylist da campanha.

A coleção foi desenhada usando uma ferramenta de design chamada Circulator, que permite à equipa de design da H&M considerar todos os passos do processo criativo da construção de uma peça, desde o tempo de vida dos materiais a estratégias de design.

O Circulator está a ser desenvolvido pelo Grupo H&M para ajudar a empresa a tornar-se mais circular e atingir o seu objetivo de se tornar Climate Positive em 2040. O objetivo é que, até 2025, todos os produtos H&M sejam desenhados usando esta ferramenta.

Cada uma das peças da coleção foi criada com a intenção de maximizar o seu uso e a sua reciclagem. As peças são versáteis, criadas para funcionar em diversos contextos e looks: blazers oversized que podem ser usados como vestidos, os cintos alteram o fit de camisas e casacos, as calças podem ser adaptadas com fechos, um vestido de gala foi convertido em duas peças para criar a versatilidade de um top e uma saia, que podem ser usados separadamente em diversas situações.

São peças para serem cuidadas e partilhadas, e eventualmente oferecidas para que continuem a sua vida com outra pessoa.

Materializam uma nova forma de pensar a moda e a responsabilidade das marcas sobre as peças mesmo depois de as comercializarem.

Por esta razão a equipa de design pensou, não só na estética de cada peça mas também na sua desconstrução, a forma como cada peça pode ser adaptada para aumentar a sua reutilização ou “recirculação”. Outro foco foi criar peças com apenas um material, mono fibras, para facilitar a sua reciclagem.

As publicações de Instagram da Normani, da Gigi e da Kaia oferecem uma antevisão única da coleção. Siga-as no Instagram para ver como cada uma delas criou o seu próprio look, seja com um vestido rosa com lantejoulas feito de poliéster reciclado ou um fato sofisticado criado com fibras feitas com desperdício de materiais.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.