O estado de Victoria registou pelo menos 10 casos diários há mais de uma semana, concentrados principalmente em Melbourne.

Trata-se de um aumento significativo em um país onde a pandemia parecia controlada.

O ministro da saúde, Greg Hunt, afirmou que o governo pediu a ajuda logística do exército e que quatro estados se ofereceram para colaborar no rastreamento dos contactos dos infetados.

"Esse apoio permitirá realizar mais testes e obter os resultados rapidamente", disse um porta-voz do governo do estado de Victoria.

A Austrália acaba de registar sua primeira morte por coronavírus em um mês, um homem de 80 anos que morreu nesse estado, onde a população teme a disseminação do vírus.

Hunt estima que a situação atingiu um "ponto crítico" e as autoridades de saúde contemplam medidas de confinamento nas áreas mais afetadas.

Até agora, a Austrália tem sido exemplo mundial no combate ao coronavírus. Registou cerca de 7.500 casos e 103 mortes para uma população de 25 milhões de habitantes.

O novo foco epidemico apareceu em um hotel de Melbourne, onde se hospedavam cidadãos australianos que voltavam do exterior, assim como em uma loja da H&M no norte da cidade.

Gostava de receber mais informações sobre este tema? Subscreva a nossa newsletter e as nossas notificações para que nada lhe passe ao lado.

Vídeo: Como fazer uma máscara em casa?

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.