O ministro da Saúde, Greg Hunt, disse que este programa de reforço começará a funcionar até 8 de novembro e dará prioridade aos idosos e pessoas com deficiência.

A Austrália já tinha aprovado a terceira dose para pessoas imunossuprimidas no início de outubro.

Cerca de 74% da população australiana com mais de 16 anos tem o esquema de vacinação completo, enquanto 87% receberam pelo menos a primeira dose.

O governo espera que a farmacêutica Moderna também peça autorização para usar a sua vacina como reforço.

A Austrália irá levantar a proibição de viagens internacionais sem autorização para os seus cidadãos, após mais de 18 meses de fronteiras fechadas por causa da pandemia, anunciou o governo.

Segundo a ministra do Interior, Karen Andrews, para o fim do ano também está prevista a reabertura das fronteiras para “trabalhadores qualificados e estudantes estrangeiros totalmente vacinados”.

Em março de 2020, a Austrália introduziu um dos pacotes de restrição mais rígidos do mundo para conter a pandemia. Apesar de um início hesitante, a taxa de vacinação do país caminha para os 80%, após um inverno marcado por surtos associados à entrada da variante delta.

Os programas de quarentena para residentes que chegarem à Austrália irão depender da região de entrada. Sydney aboliu a medida, mas, em áreas com taxas de imunização mais baixas, um isolamento de 14 dias em hotel terá que ser respeitado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.