Philip Kotler define Marketing Pessoal como “uma disciplina que utiliza os conceitos e instrumentos do marketing em benefício da carreira e da vida das pessoas, sobretudo valoriza o ser humano em todos os seus atributos”. É um processo que envolve a conceção e o planeamento de ações de um indivíduo com o objetivo de contribuir para a sua formação pessoal e profissional. O objetivo máximo é o de potenciar as capacidades pessoais e profissionais.

O Marketing Pessoal é um conjunto de ações e atitudes que adotamos, com a finalidade de revelar o que temos de melhor para o mercado. O objetivo consiste em garantir o sucesso pessoal e, como consequência, o crescimento profissional.

O Marketing Pessoal gera desafios, novas oportunidades pessoais e de negócios que, geralmente, significam mais retorno financeiro. A realização profissional é fundamental na realização pessoal que, quando conquistada, promove uma sensação fantástica de poder e satisfação. Então, se tudo depende apenas de nós e do impacto que queremos causar, necessitamos sair da nossa zona de conforto. Sónia Cristina Paiva, consultora de imagem e especialista em Marketing Pessoal, deixa-lhe algumas estratégias a adotar:

1. A importância de explorar o potencial das redes sociais

As redes sociais são uma excelente oportunidade para fazer Marketing e que está acessível a todos os profissionais. Uma marca adquire mais visibilidade não só pelo facto de estar presente nas redes sociais, mas também pelo conteúdo que oferece. É importante que este seja relevante, coerente, diferenciado e que vá de encontro às necessidades dos clientes ou potenciais clientes.

2. Desenvolva uma marca

Ter uma maneira de identificá-la/o, torna a divulgação do seu trabalho mais fácil. Por isso, construa um logótipo para colocar no seu website ou assinatura de email. As pessoas aprenderão a associá-lo a si e o reconhecimento funcionará a favor da credibilidade.

3. Conte boas histórias

Uma característica constante dos principais líderes, empreendedores, marcas e empresários de sucesso é que contam e constroem boas histórias, ou seja, recorrem ao storytelling. Por isso, seja autêntico e construa a sua história.

4. Posicione-se de maneira coerente

A credibilidade não se constrói da noite para o dia, mas perde-se numa fração de segundos. Após planear e construir o seu Marketing Pessoal, deve ter sempre a preocupação de se posicionar de forma congruente com a sua atuação. Isto é, evite contradições no seu posicionamento que possam interferir e prejudicar o seu perfil profissional e os seus ideais.

Um outro aspeto a ter em conta é a forma como o conteúdo é transmitido e se vai de encontro àquilo de que o mercado precisa, para que o seu produto não seja mais um na imensa lista dos conteúdos descarregados e nunca vistos. Pense em usar algo inovador, em utilizar formatos mais dinâmicos e que possam interagir com o público que pretende alcançar, como por exemplo, os vídeos.

5. Faça networking

No processo de desenvolvimento do Marketing Pessoal falamos em networking. Esta é uma palavra inglesa que indica a capacidade de estabelecer uma rede de contactos ou uma conexão com algo ou com alguém. Razões por que deve criar uma rede de contactos:

  • Agregar novas experiências e conhecimentos;
  • Desenvolvimento pessoal e profissional;
  • Ter objetivos claros;
  • Conhecer as pessoas certas para alancar a sua carreira;
  • Obter informações e atualizações relevantes para seu dia a dia;
  • Atrair novas oportunidades;
  • Captar recursos financeiros para um projeto;
  • Divulgar o seu trabalho;
  • Captar novos clientes/parceiros;
  • Satisfação pessoal em ajudar;
  • Ter acesso a oportunidades e atualidades no mercado de trabalho;
  • Formar relacionamentos reais que vão agregar valor;
  • Ser visto como uma fonte confiável e fidedigna.

Saiba mais sobre Mulheres à Obra aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.