Segundo números divulgados hoje pelo Ministério da Saúde de Espanha, os últimos contágios elevam para 4.189.136 o número total de infetados no país desde o início da pandemia, havendo agora um total de 81.148 óbitos causados pela doença.

O nível relativo de contágios teve uma subida de 22 unidades, tendo a incidência acumulada passado dos 600 casos (segunda-feira) para 622 (hoje) diagnosticados por cada 100.000 habitantes nas últimas duas semanas.

As comunidades autónomas espanholas com os níveis mais elevados são a Catalunha (1.240), Castela e Leão (910), Navarra (906), Aragão (793), Astúrias (675) e Cantábria (607).

A faixa etária entre os 20 a 29 anos continua a ser a que tem a incidência acumulada mais elevada, tendo hoje subido para 1.838 pessoas infetadas por cada 100.000 habitantes, nos últimos 14 dias (1.794 na segunda-feira).

O segundo grupo mais atingido é o dos jovens de idades entre 12 e 19 anos, faixa em que se registam 1.526 casos por cada 100.000 pessoas nos últimos 14 dias (1.488).

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 1.286 pessoas com a doença, havendo 6.856 pessoas hospitalizadas, o que corresponde a 5,73% das camas, sendo que 1.116 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos, ocupando 12,2% das camas desses serviços.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.100.352 mortos em todo o mundo, entre mais de 190,8 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.