Esta posição, segundo a JS, foi transmitida pelo deputado do PS Miguel Costa Matos no parlamento, durante uma audição ao Fórum Nacional de Estudantes de Saúde e ao Conselho Nacional de Juventude, que foi requerida pela bancada socialista no âmbito da Comissão Parlamentar de Saúde.

Durante essa audição, Miguel Costa Matos referiu que "os sete deputados jovens socialistas já enviaram uma pergunta à ministra da Saúde, Marta Temido", inquirindo-a sobre a possibilidade de estes estudantes serem contemplados com a vacinação contra a covoid-19, já que "desempenham funções em estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e, por vezes, em funções diretamente ligadas ao combate à covid-19".

Miguel Costa Matos salientou que estes estudantes exercem funções com "grau de risco, exposição e proximidade" ao novo coronavírus.

"É justo que, consoante o grau de exposição e proximidade ao vírus, sejam atribuídas as mesmas regras de vacinação que são atribuídas aos profissionais de saúde com quem estes jovens estudantes estão a trabalhar na linha da frente. É justo que assim seja e temos todas as expectativas face aos desenvolvimentos recentes que assim venha a acontecer", disse Miguel Costa Matos, citado pela JS.

Na mesma intervenção, o secretário-geral da JS considerou ainda que "os critérios que têm vindo a ser desenvolvidos são rigorosos, obedecem à ciência e ao princípio máximo de salvar vidas", numa conjuntura atual de "escassez de vacinas", com a necessidade de se "fazer a análise de quais [subgrupos] a dar prioridade".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.