O hipnoterapeuta de Palmela Daniel Guerreiro não era para entrar no reality show "Big Brother 2020" e o bombeiro de Valongo Daniel Monteiro também não fazia parte do lote de selecionados inicial. A notícia é avançada pela edição desta semana da TV Guia, que explica que os dois suplentes tiveram de ser repescados para substituir um angolano e um açoriano. Apontado pelos avaliadores como um dos potenciais vencedores, o jovem de 19 anos teve um ataque de pânico antes de entrar para o avião em São Miguel.

"Não podíamos esperar mais", justificou fonte da produção do reality show à publicação. De fora, ficou também um africano com um passado marcado pela guerra. "Tinha uma belíssima história de vida. Teve de ser substituído quase na véspera da estreia porque, nos exames médicos efetuados, acusou hepatite B", confidencia a mesma fonte. "Faz parte do processo", refere ainda. "Não ficámos nada a perder com a troca", considera. Não foram os únicos. "Seis desistiram à última hora", segundo a revista TV 7 Dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.