Diogo Amaral está separado de Jessica Athayde mas não exclui possibilidade de uma reconciliação, um cenário que muitos dos colegas e amigos do casal também admite. "Apesar de hoje eu e a Jéssica já não estarmos juntos, continuamos comprometidos com aquele que é sempre a maior expressão do amor, o nosso Oliver", assegura o autor na publicação que fez nas redes sociais para anunciar o lançamento de um novo documentário.

"Há uns meses atrás, surgiu a ideia de criar um projeto que acompanhasse em vídeo a gravidez do Oliver e os seus primeiros dias cá fora. Meses depois, ele aí está, retratando esta viagem que é a chegada de um bebé", esclareceu Diogo Amaral. "Parabéns à [revista] Vogue [Portugal], a toda a equipa e à Jéssica. Este é um projeto do qual muito me orgulho", assumiu o padre da telenovela "Golpe de sorte", atualmente em exibição na SIC.

Apesar da confirmação do fim da relação, muitos colegas e amigos do casal ainda acreditam numa reconciliação num futuro próximo. "A situação estava complicada entre eles. A Jessica não entendia alguns comportamentos do Diogo e, para não ficarem zangados, agora que têm um filho em comum, decidiram afastar-se", explicou à edição desta semana da revista TV Guia, a partir de hoje nas bancas de todo o país, uma amiga da atriz.

"A reconciliação pode acontecer mas lá mais para a frente. O Diogo já percebeu que cometeu alguns erros", admite fonte próxima do casal em declarações à publicação televisiva. No passado dia 4 de julho, o ator surpreendeu o país ao confessar publicamente, em entrevista a Cristina Ferreira, a dependência de drogas que quase lhe destruiu a carreira. "Tive um problema relacionado com adições durante sete meses da minha vida", revelou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.