A sessão fotográfica que Madonna fez há 35 anos em Tóquio, no Japão, vai ser editada pela primeira vez em livro. Em meados de janeiro de 1985, a cantora, compositora, produtora discográfica, bailarina, atriz, guionista, realizadora, escritora e empresária norte-americana, atualmente com 62 anos, esteve no país para promover o disco "Like a virgin" e, entre atuações televisivas, entrevistas e encontros promocionais, ainda teve tempo para ser fotografada por Kenji Wakasugi num estúdio fotográfico (quase) vazio.

Para além de um projetor de luz, só havia um sofá cor de rosa. No dia 23 de janeiro, o fotógrafo teve apenas 45 minutos para retratar a artista, mas não se pode dizer que tenha aproveitado mal o tempo. Fez 324 disparos que ocuparam 10 folhas de contacto. O resultado vai agora poder ser visto na íntegra, pela primeira vez, no livro "Adore", que a editora NJG, que anteriormente publicou, em novembro de 2016, "Madonna 66", um livro de fotografia de edição limitada assinado pelo norte-americano Richard Cordman.

A nova obra assinada por Kenji Wakasugi, com 200 páginas, integra 111 retratos em grande formato e as 10 folhas de contacto com as 324 fotografias a preto e branco tiradas durante a sessão, 318 delas inéditas, uma vez que apenas seis foram divulgadas. À venda a partir da próxima segunda-feira, dia 25, por um período de tempo limitado, o livro tem uma capa dura elaborada a partir de copos de cartão reciclados. Nos últimos anos, foram muitas as fotografias inéditas de Madonna divulgadas pelos fãs nas redes sociais.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.