O inverno é a estação do ano indicada para descansarmos e pouparmos energia. Devemos descansar o máximo possível para que, chegada a primavera, estejamos no pico das nossas capacidades, chegados os dias mais longos e com maior índice de luz solar.

A estação que propicia a concentração e o foco pede-nos, no que toca à mesa, que privilegiemos alimentos que nos ajudem a aquecer, mas também que nos ajudem a mineralizar e a manter a qualidade do nosso sangue. É certo que é a estação do ano em que temos menor variedade de legumes disponíveis, mas não nos faltam, por exemplo, as couves.

O top cinco de alimentos que deve privilegiar nesta estação:

Cereais

Os cereais são ricos em hidratos de carbono, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e fibras. São interessantes para o inverno – e para todo o ano – também pelo seu índice de serotonina, o neurotransmissor responsável por acalmar o sistema nervoso. Especialmente no inverno, devemos privilegiar o consumo de Trigo Sarraceno e Centeio.

trigo sarraceno

Feijões

Os feijões são nutricionalmente muito interessantes, pois pertencem à categoria das leguminosas e têm um excelente aporte de nutrientes - para além da presença de hidratos de carbono complexos são, também, uma excelente fonte de proteína. Para além disto, o formato dos feijões é semelhante aos rins, já repararou? Precisamente um dos órgãos em destaque na estação do inverno.

Algas

As Algas são ricas em ricas em minerais (cálcio, ferro e fósforo), e desintoxicantes naturais. Têm um sabor salgado e são de natureza fresca, o que acentua os efeitos do elevado teor de proteínas, hidratos de carbono e vitaminas. Especialmente, a Alga Kombu com um alto teor de iodo que ajuda a ativar o metabolismo e a eliminar o excesso de gordura.

Gomásio

O Gomásio é um dos meus condimentos favoritos, pelo sabor e propriedades que conjuga. É preparado a partir de sementes de sésamo, tostadas e moídas com sal (em pequenas proporções). Como tal, é um excelente substituto do sal. É uma combinação perfeita, pois o sésamo – cujo óleo é rico em ácidos gordos não saturados, em aminoácidos essenciais e em lecitina – fortifica o sistema nervoso e neutraliza a acidez, enquanto o sal estimula todo o metabolismo. A utilização regular de gomásio permite reduzir os níveis de sódio ao mesmo tempo que aumenta os níveis de cálcio, ferro, magnésio, proteína e fibra.

Picles

Para além de proporcionarem um método de conservação natural dos alimentos, os Picles são importantes pois beneficiam a digestão e promovem uma boa flora intestinal. Os picles de boa qualidade, resultado de uma fermentação natural, são ricos em enzimas que beneficiam a absorção de nutrientes e riquíssimos em vitaminas (particularmente a C), promovendo a absorção de proteínas e ferro.

pickles

No que diz respeito aos métodos culinários, devemos privilegiar a utilização do forno (alerta assados!), assim como os cozinhados longos e com pouca água.

Vamos ter um inverno saboroso? Espreite as duas sugestões que se seguem:

Trigo Sarraceno Colorido

Esta é uma das minhas receitas favoritas quando quero aquecer. É super confortante e saciante, já a mistura de cores alegra-nos a vista e a alma.

Trigo Sarraceno Colorido
créditos: Green Smiles

Hamburguer de Azuki

Estes hambúrgueres foram inventados para um jantar de amigos, uns mais conscientes da alimentação do que outros. O desafio foi superado e a receita aprovada. Ideal para surpreender quem é mais desconfiado quanto às receitas sem alimentos de origem animal.

Hamburguer de azuki
créditos: Green Smiles

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.