Brenda Naggita come pedras. Ela está grávida e tem desejos frequentes por um tipo de argila que, segundo ela, a ajuda a "combater os enjoos e a vontade constante de cuspir", relata citada pela radiotelevisão pública britânica BBC.

22 doenças muito estranhas
22 doenças muito estranhas
Ver artigo

Brenda padece de um distúrbio mental chamado alotriofagia, que se caracteriza por uma vontade voraz de ingerir objetos que não são vistos como alimentos.

"Eu como bumba (um tipo de argila), mas há pessoas que gostam de comer formigueiros, amam mangas muito verdes ou lamber portas de prédios antigos", enumera àquele órgão de comunicação.

"É um desejo incontrolável. Só outra mulher que passa por isso pode entender a satisfação que isso provoca", descreve.

Que doença é esta?

A alotriofagia, também conhecida como síndrome de pica, é uma doença rara que se caracteriza por um apetite por substâncias não nutritivas, como terra, carvão ou tecidos.

Para ser considerado um caso de alotriofagia, essa condição deve persistir por mais de um mês, em idades em que comer certos objetos seja considerado mentalmente inapropriado.

A alotriofagia pode causar desnutrição e intoxicação por metais, como chumbo.

O termo "pica" vem da palavra em latim para o pássaro pega-rabuda (também conhecido como pica-pica). Essa ave é conhecida por comer praticamente tudo. 

A alotriofagia pode facilmente conduzir a quadros de intoxicação, o que pode resultar em importantes prejuízos no desenvolvimento físico e mental. Além disso, a doença pode obrigar a cirurgias de emergência, devido à obstrução intestinal, além de sintomas mais subtis como deficiências nutricionais e casos de parasitoses.

10 alimentos que fazem disparar a tensão arterial
10 alimentos que fazem disparar a tensão arterial
Ver artigo

A alotriofagia tem sido constantemente associada a problemas de saúde mental que muitas vezes têm consequências psicóticas.

Não há concordância em relação à etiologia da doença, mas segundo uma revisão de literatura publicada em 2009 admite-se a influência de fatores sociais, culturais, psicológicos, biológicos e comportamentais. A sua prevalência é desconhecida, uma vez que o hábito é dificilmente relatado em consultas.

A alotriofagia possui subdivisões para cada tipo de material consumido:

  • Amilofagia: consumo excessivo de amido;
  • Acufagia: consumo de objetos pontiagudos;
  • Coprofagia: consumo de fezes;
  • Emetofagia: consumo de vómitos;
  • Geofagia: consumo de terra;
  • Hematofagia: consumo de sangue;
  • Hialofagia: consumo de vidro;
  • Lithofagia - comer pedras;
  • Trichofagia - comer cabelo;
  • Urofagia - ingerir urina;
  • Xilofagia - comer madeira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.