Bêbado ou pedrado? Em que circunstâncias é que o sexo é melhor ou pior? Esse foi o ponto de partida de uma investigação levada a cabo por um grupo de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos EUA. Depois de entrevistarem 24 adultos heterossexuais, os especialistas concluíram que ter relações sexuais sob o efeito de drogas é sempre mais vantajoso. Joseph Palamar, o investigador de saúde pública que conduziu os trabalhos, aponta o dedo às bebidas alcoólicas.

Num estado de embriaguez, homens e mulheres tendem a baixar a fasquia no que se refere à escolha do parceiro, arrependendo-se muitas vezes posteriormente das (más) escolhas que fizeram. Nas situações em que fumaram marijuana, esse problema não foi registado, garante o relatório da investigação, já divulgado pelo jornal Archives of Sexual Behaviour. «Quando fumo erva, sei com quem acordo», confirmou uma das participantes no estudo.

«Nas vezes em que bebi, isso não aconteceu. Depois de bebermos, todas as pessoas começam a ter bom aspeto», acrescenta ainda a mesma mulher. Paradoxalmente, depois do sexo, as reações também são distintas. «[Depois de irmos para a cama], quando estou pedrado, apetece-me cozinhar para quem está comigo. Nas situações em que isso aconteceu e estava bêbado, só queria que ela desaparecesse dali rapidamente», diz outro participante.

As pessoas sob o efeito de álcool também evidenciaram maiores problemas de memória e até náuseas. «As bebidas alcoólicas tendem a diminuir a intensidade das sensações enquanto que a marijuana tende a potenciá-las», afirmam os autores do estudo. Muitos dos participantes assumiram ainda que, alcoolizados, foram menos responsáveis no que se refere aos seus comportamentos, negligenciado a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.