Courtney Love mostrou a sua gratidão a Johnny Depp ao revelar que o ator salvou-lhe a vida em outubro de 1993, depois de ter tido uma overdose.

Numa série de vídeos publicados por uma amiga, Jessica reed, no Instagram, a cantora, de 57 anos, partilhou algumas das memórias mais marcantes.

“Não quero fazer julgamentos em público. Apenas vos quero dizer que o Johnny fez-me manobras de reanimação em 1995 quando tive uma overdose”, descreve, notando que tal aconteceu perto da Viper Room, uma das discotecas mais badaladas de Hollywood à época.

“O Johnny, quando eu consumia crack e a Frances [sua filha] estava a ter problemas com a proteção de menores, escreveu-lhe uma carta com quatro páginas no 13.º aniversário dela, que ela nunca me mostrou”, conta ainda.

Love refere que o ator enviava limusinas para a escola de Frances para a levar a ela e aos amigos a ver os filmes de ‘Piratas das Caraíbas’.

“Ele fiz isso várias vezes. Deu-lhe o lugar dele nas antestreias com o nome dela lá. (…) Quando ela tinha 13 anos disse-me, ‘Mamã, ele salvou-me a vida’”, continua.

Courtney termina o vídeo apelando a uma maior empatia por parte das pessoas.

Recorde-se que, atualmente, Johnny encontra-se envolvido num processo em tribunal contra Amber Heard, sua ex-mulher, a quem acusou de difamação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.