Alma Nómada é o nome do mais novo restaurante de Porto Covo. Liderado pelo chef Ricardo Leite, um cozinheiro que fez formação no prestigiado estabelecimento de ensino Le Cordon Bleu London Culinary School, Wine & Management em Londres, em Inglaterra, antes de passar pelas cozinhas de alguns dos mais prestigiados restaurantes internacionais, é uma lufada de ar fresco na proposta gastronómica do litoral alentejano e tem a ambição de vir a ser uma referência fora dos grandes eixos urbanos.

Em Portugal também se faz (bom) gin. 20 marcas nacionais que o comprovam
Em Portugal também se faz (bom) gin. 20 marcas nacionais que o comprovam
Ver artigo

No Alma Nómada, Ricardo Leite desenvolve toda a técnica que aprendeu ao longo do seu percurso, mas o sabor e os produtos locais são os verdadeiros protagonistas de uma ementa que surpreende. Ingredientes nacionais, como o polvo, o bacalhau ou o salmonete, surgem aqui com uma nova roupagem. É o caso do bacalhau de cura prolongada com leite de amêndoa, pil-pil, caviar e crocante de batata ou do polvo da costa fresco, cozinhado lentamente, com ovas de truta, endívia grelhada, puré de chalota e molho de pimentos assados. Os vegetarianos e os que não o são mas têm vindo a reduzir o consumo de carne e de peixe também não foram esquecidos.

Ravioli fresco de beterraba, pinhão, requeijão de ovelha, alho negro e óleo de cebolinho é uma das propostas que lhes estão reservadas. Couve-flor grelhada na brasa com salsa verde, toucinho fumado, vinagre de sabugueiro e ovas de polvo curadas e raladas e o guloso cowboy kobegal super premium maturado a 60/90 dias, um quilo de carne servido com salada de couve-flor e batata rústica são outros dos pratos da ementa, para acompanhar com pão de fermentação lenta, feito ali mesmo com massa-mãe.

Os cereais biológicos de Paulino Horta e as frutas e vegetais de A Cerquinha, em Grândola, também entram em sobremesas deliciosas, como a crème brûlée em forno a lenha, com gelado de abóbora e granola de nozes pecan e trigo sarraceno, uma das mais pedidas. A carta de vinhos do restaurante reflete a singularidade desta cozinha que é lá feita e servida. Conta com cerca de 200 referências, maioritariamente de vinhos biológicos e de pequenos produtores. Muitos deles são quase exclusivos.

Localizado na Costa do Vizir, em Monte Branco, o Alma Nómada, onde também pode saborear um arroz de carabineiro fumado, preparado num forno de lenha, servido numa frigideira de ferro fundido e/ou uma deliciosa manteiga fumada aromatizada artesanalmente com feno, confecionada com leite de cabra, funciona, de segunda-feira a domingo, entre as 12h00 e as 15h00 e depois novamente entre as 19h00 e as 22h00. As reservas devem ser feitas através do número de telefone 965 754 882.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.