De acordo com o boletim diário daquela entidade, um dos casos foi diagnosticado no Porto Martins, concelho da Praia da Vitória, ilha Terceira, e trata-se de um residente com análise positiva no rastreio a viajantes feito ao sexto dia.

O outro caso foi diagnosticado na ilha de São Miguel, em concreto na vila de Rabo de Peixe (que se encontra parcialmente sob cerca sanitária), concelho da Ribeira Grande, "em contexto de transmissão comunitária".

Nas últimas 24 horas, 13 pessoas recuperaram da doença em São Miguel (duas em São José, no concelho de Ponta Delgada, e 11 em Rabo de Peixe), e há ainda uma recuperação na Terceira, na freguesia da Terra Chã, concelho de Angra do Heroísmo, e outra na Madalena, no Pico.

Hoje regista-se "um internamento no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada", em São Miguel, indica a Autoridade de Saúde dos Açores, informando que se "mantém ativa a cadeia de transmissão local no Pico".

Estão atualmente 965 pessoas em vigilância ativa na região, que conta com 76 casos positivos ativos.

A ilha de São Miguel, a maior e mais populosa dos Açores, concentra o maior número de casos positivos ativos, com 66, seguindo-se o Pico, com oito, e a Terceira, com dois.

Desde o início da pandemia foram diagnosticados nos Açores 3.931 casos positivos de covid-19, recuperaram da doença 3.719 pessoas e 29 morreram.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 2.593.872 mortos no mundo, resultantes de mais de 116,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.