Segundo o Instituto Robert Koch, morreram 120 pessoas por causas relacionadas com a doença covid-19, um número superior ao registado no domingo passado, com 67 óbitos.

Os números ao fim de semana são geralmente mais baixos do que nos dias úteis porque são realizados menos testes e algumas unidades de saúde demoram mais tempo a comunicar os seus dados, refere a agência de notícias espanhola Efe.

O RKI estimou a incidência semanal em 165,6 contágios por 100.000 habitantes. No sábado, a incidência semanal tinha sido de 164,4 contágios por 100.000 habitantes.

Desde o início da pandemia, o RKI contabilizou 3.287.418 casos confirmados de covid-19 na Alemanha e 81.564 mortes, enquanto 2.893.900 recuperaram da doença causada pelo vírus SARS-CoV-2.

Um total de 18.965.663 pessoas já receberam, pelo menos, a primeira dose de uma das vacinas contra a covid-19, o equivalente a 22,8% da população alemã.

Discute-se, atualmente, na Alemanha se as pessoas vacinadas podem ser isentas de algumas das restrições que existem no país para travar a pandemia.

De acordo com o semanário “Der Spiegel”, citado pela Efe, existe um documento interno do Governo alemão que diz que quando houver dados suficientes que mostrem que “um determinado grupo de pessoas não tem risco ou tem um risco mínimo [de contrair a doença] algumas medidas não serão necessárias”.

O vice-chanceler e ministro das Finanças, Olaf Scholz, disse ao “Bild am Sonntag” que espera que em maio haja condições para poder definir um plano claro de abertura a partir do verão.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.088.103 mortos no mundo, resultantes de mais de 145,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.