​​​​​​​A nova estrutura modular contígua à ADR do Serviço de Urgência Geral permite melhorar a resposta do Hospital de São Bernardo a doentes respiratórios, que até agora dispunham apenas de 12 camas na Urgência, refere o CHS em nota de imprensa.

A ADR do Serviço de Urgência Geral, instalada com o objetivo de fazer face à elevada procura dos serviços hospitalares, “garante um atendimento diferenciado e específico com circuitos separados para observação, avaliação clínica, abordagem terapêutica e colheita de amostras para teste laboratorial de doentes com patologia respiratória e suspeitos ou infetados com o vírus SARS-Cov-2”.

O CHS esclarece ainda que estas áreas estão integradas no Serviço de Urgência Geral e que a ADR do Serviço de Observações se destina, “exclusivamente, à permanência de doentes com infeção confirmada por SARS-Cov-2, com critérios de internamento e até à sua transferência para enfermaria”.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 2.355.410 mortos no mundo, resultantes de mais de 107,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 14.885 pessoas dos 778.369 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.