A juntar-se às várias figuras públicas que decidiram fazer parte de um movimento nas redes sociais contra o racismo, Cláudio Ramos partilhou um poema de António Gedeão, 'Lágrima de Preta', que o marcou intensamente.

"Várias vezes me lembrei dele ao longo destes últimos dias. Estamos muito preocupados com a pandemia - e devemos estar - estamos muito preocupados com coisas que nos inquietam, mas a nossa obrigação é não fechar os olhos ao que o mundo mostra. E o mundo mostra que o ser humano pode ser muito mais cruel que uma pandemia que abanou o mundo", nota.

"O racismo não está só num lugar. Não se iludam! Está ao virar de muitas esquinas, mesmo que o disfarcem. Como não sei se algum deles leu isto alguma vez na vida, pedia-vos o favor de irem passando a mensagem. É simples. Tratar-se de amor, respeito, direitos. De amor e de gente. É angustiante ter de refletir sobre isto em 2020. Diz muito do mundo que temos e de quem habita nele", completa.

Leia Também: Príncipe Harry e Meghan Markle quebram silêncio sobre racismo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.