A natureza dotou alguns alimentos com propriedades que os tornam autênticos aliados quando se quer perder peso e volume. Trata-se de produtos que combinam duas características. Fornecem pouquíssimas calorias e são compostos por substâncias que ajudam a não ganhar peso. É o caso da bromelina do ananás, que tem ação diurética, bem como da pectina da maçã e da toranja, que inibe a absorção das gorduras.

A lista inclui ainda a cinarina da alcachofra, que estimula a eliminação de gorduras. Mas, sozinhos, estes alimentos não fazem milagres. Logo, para emagrecer, além de os ingerir com regularidade e parcimónia, tem de reduzir o consumo de calorias e até fazer exercício físico, como recomendam os nutricionistas, os dietistas e até os outros médicos. Veja como pode aproveitar ao máximo as suas magníficas propriedades.

Top 10 dos alimentos com maior poder adelgaçante

Descubra, de seguida, os ingredientes alimentares que quem quer emagrecer tem (mesmo) de ingerir:

1. Alcachofra

É depurativa. Pode ser consumida fresca, enlatada ou congelada. A sua quantidade de calorias é muito baixa, apenas 40 kcal por 100 gramas. Facilita a digestão de gorduras, graças à presença da cinarina. A sua fibra diminui a absorção de gorduras e de açúcares, é saciante e evita a prisão de ventre. O seu baixo conteúdo de sódio ajuda a equilibrar a tensão arterial. Para além disso, o potássio que contém torna-a diurética.

É, ainda, depurativa, digestiva e estimula o metabolismo hepatobiliar. Diminui também o colesterol. Regula os níveis de glicemia e, por isso, o seu consumo é aconselhado aos diabéticos. Inclua ao almoço ou ao jantar uma porção de alcachofras e evite adicionar gordura. Cozinhe-a na grelha ou a vapor. Aproveite a água se a cozer, pois, tal como o sumo, é um excelente diurético e aporta vitaminas e sais minerais.

2. Maçã

Muito saciante, é também hipocalórica. Por cada 100 gramas, fornece apenas 49 kcal e, para além disso, o seu alto teor de pectina e fibra, sobretudo se for ingerida com a pele, faz com seja uma aliada na luta contra os quilos a mais. É também rica em vitamina C, ferro e potássio e poucos alimentos são tão benéficos para garantir o bom funcionamento do aparelho digestivo, como sublinham inúmeros especialistas.

Quem tiver problemas de prisão de ventre deve comê-la com casca, assada ou em doce, sem açúcar mas aromatizado com canela. Em casos de diarreia, também se aconselha comer maçã sem pele e ralada, já que as suas pectinas regulam o trânsito intestinal. A maçã ajuda ainda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. Para além disso, é depurativa, elimina as toxinas do organismo e favorece a digestão.

É ainda benéfica para prevenir as doenças de ossos e articulações, como a artrite. Limpa também os dentes e fortalece as gengivas. É um petisco perfeito em qualquer hora, devido ao seu poder saciante, evitando assim cair em tentação a meio da manhã ou a meio da tarde, períodos do dia em que mais apetece fazer uma pausa para comer bolachas, chocolates ou até mesmo batatas fritas ou outros snacks.

3. Cereja

Depurativa, é uma fruta apreciada por ser doce e suculenta. Por 100 gramas, a cereja fornece, em média, apenas 62 kcal. Destaca-se ainda pela sua riqueza em nutrientes, uma vez que fornece cálcio, potássio, fibra e vitaminas A, B1, B2 e C. Devido ao seu conteúdo vitamínico e mineral, reforça o sistema imunitário e melhora a qualidade da epiderme. Para além disso, é diurética e evita a retenção de líquidos.

É um laxante suave graças à sua fibra, logo, combate a prisão de ventre. Contém derivados de salicílicos de acção febrífuga e analgésica. Além disso, baixa o ácido úrico e alivia as inflamações. As maçãs são perfeitas para substituir um doce, após a refeição. Os ramos desta fruta, muito usada na confeção de compotas de fruta, de doces e até de deliciosas tartes, dão origem a uma infusão diurética.

4. Brócolos

São um autêntico remédio natural. Este vegetal da família das crucíferas reconhecido, por muitos nutricionistas e médicos como um alimento que pode prevenir o cancro, devido às suas substâncias protectoras e antioxidantes, como os indóis e os sulfuranos. Podem ter contraindicações em pessoas que estão a fazer um tratamento com teofilina para aliviar as infeções respiratórias crónicas e anticoagulantes.

Também não são aconselhados a pessoas que sofram de doenças da tiroide. Se tem problemas de rins, os compostos de enxofre podem irritar o tecido renal. É um alimento muito saciante, rico em fibra, que ajuda em caso de prisão de ventre e, além disso, pode ajudar a prevenir o cancro do cólon. Como fornece apenas 33 kcal por 100 gramas, pode comê-los sem medo de engordar se os cozinhar sem gorduras.

O seu consumo ajuda a regular a tensão arterial. Este alimento é também uma excelente fonte de ácido fólico. Cozinhe os brócolos a vapor e junte uma colher de azeite e pimenta. Acompanhe-os de legumes que tenham biotina para aproveitar melhor os seus nutrientes. A biotina é uma vitamina B necessária para processar as gorduras e digerir a comida, encontra-se no tomate, nos espinafres, no abacate e no grão.

5. Pêssego

Diurético, tem apenas 36 kcal por 100 gramas. É ideal para limpar, drenar e dar vitalidade ao organismo. Destaca-se pela sua riqueza em potássio e em vitaminas ricas em antioxidantes, A, C e E. Fácil de digerir, atua como um laxante ligeiro. Limpa a vesícula biliar e purifica a pele. O seu sumo, muito apreciado, tem propriedades diuréticas, ideal para ativar a função renal, bem como eliminar líquidos e toxinas.

Além de reforçar o sistema imunitário, o pêssego ajuda a combater a insónia e os esgotamentos nervosos. Este fruto é um excelente diurético, que também alivia a prisão de ventre. Ingira-o idealmente sempre com pele. Assim, recebe três quartos da suas necessidades diárias de vitamina C e de betacarotenos de uma assentada. Este fruto é perfeito para levar para a praia e para os piqueniques nos meses de calor.

6. Fucus

É uma alga que se usa há vários anos nos anticelulíticos e dela usa-se apenas o talo. Emagrece e estimula a tiroide. Tem um ligeiro efeito laxante. Tem, ainda, uma ação drenante e desintoxicante nos tecidos do corpo. A sua mucilagem incha no estômago e sacia, uma vez que impede a absorção de nutrientes por parte do intestino delgado. Esta alga ajuda também a prevenir os níveis de colesterol e a gota.

É um bom antídoto contra o esgotamento e a astenia, graças ao alto teor em oligoelementos. Previne as úlceras e cura as hemorragias dentárias, como confirmaram muitas das investigações internacionais que foram sendo desenvolvidas e apresentadas ao longo das últimas décadas. Pode tomá-la como suplemento alimentar ou como infusão mas, antes de começar a tomar, aconselhe-se com o seu médico.

7. Quivi

Desintoxicante, é o remédio perfeito contra a prisão de ventre por ser rico em água e em fibra. É saciante e baixo em calorias, fornecendo apenas 51 kcal por 100 gramas. Contém quase o dobro de vitamina C de uma laranja e ainda mais fibra do que uma maçã. Tomado com regularidade, ajuda a ter uma barriga plana e elegante. Contém uma enzima, chamada actinidina, que favorece a digestão dos alimentos.

Em jejum, com um fio de azeite, aumenta o seu efeito depurativo, pelo que são muitos os dietistas e os nutricionistas que recomendam a ingestão do quivi desta forma. Para além de o ingerir como sobremesa ou em sumos e batidos naturais, combinando-o com outros vegetais verdes ou com frutos com a pera, o pêssego, o morango ou ainda a banana e a maçã, pode também adicioná-lo a saladas.

8. Ananás

Esta fruta exótica, muito diurética, tem apenas 28 kcal por 100 gramas. Para além de favorecer a eliminação de líquidos, ajuda quem sofre de problemas nos rins, bexiga e próstata. A bromelina, uma das substâncias que integra, rompe as proteínas, facilitando a sua digestão. É uma boa fonte de vitaminas A, B e C, sendo também rica em minerais como o potássio, o magnésio e o cálcio, além de ácidos orgânicos.

É um depurativo e diurético natural. Fornece 80% de água e fibra, daí o seu poder saciante. A bromelina é, também, muito eficaz nas situações de retenção de líquidos. Alivia os problemas digestivos. Ingira-o ao natural sempre que possível. O ananás, um fruto muito apreciado pelos portugueses, é uma excelente sobremesa depois de uma refeição abundante, já que facilita a digestão e a degradação das gorduras e proteínas.

9. Melancia

Hidratante, fornece pouquíssimas calorias, apenas 20 kcal por 100 gramas, das quais apenas 4,5 gramas, muito pouco, são açúcares. É um alimento diurético e depurativo, pois facilita a eliminação de líquidos e tem um alto teor de água que ronda os 95%, além de fibra. Este fruto tem qualidades desintoxicantes e anticancerigenas, por conter antioxidantes, como a vitamina A, betacarotenos e vitamina C.

Reduz os níveis de colesterol e é pobre em sódio. Graças à sua riqueza em fibra, a melancia ajuda a regularizar a função intestinal e a prevenir o cancro do reto e do cólon. É ainda hidratante e rica em potássio, regulando a tensão arterial. Deve ingeri-la sempre que tenha sede, pois 92% da sua composição é água. Evite-a, no entanto, ao jantar, pode ser um pouco indigesta ou provocar inchaço.

Ingira-a antes e depois de uma atividade desportiva intensa. Assim, evitará comer outros alimentos mais calóricos. Saboreá-la em sumo é outra das formas de tirar partido dos seus benefícios. Tem também a possibilidade de a ingerir em espetadas de fruta, um snack ou uma sobremesa consideravelmente mais saudável. Também a pode usar como entrada, servindo-a em espetadas com queijo fresco.

10. Toranja

Antioxidante poderoso, é uma das frutas mais ricas em vitamina C e contém apenas 30 kcal por 100 gramas. O seu conteúdo em fibra reduz o apetite e é uma aliada contra a prisão de ventre. Também ativa o metabolismo. É, ainda, um excelente depurador do sistema digestivo e urinário. Devido à sua riqueza em vitamina C e A e potássio, configura-se como um excelente antioxidante natural.

Também melhora a absorção de ferro e alivia os sintomas da gripe e dos resfriados. Limpa o sistema urinário e digestivo e ajuda a eliminar a gordura. Ingira meia toranja antes de cada refeição, a sua ação saciante permite diminuir a quantidade que irá comer. Apesar do seu sabor mais ácido, há quem a consuma em sumo ou a misture na limonada. Também há quem a adicione, em gomos, à salada de fruta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.