A produção excessiva de suor em algumas partes de corpo, como as palmas das mãos, é um problema que atinge cerca de 2,8% da população, afetando tanto homens como mulheres, sobretudo com idades a partir dos 18 anos. Pode ser causada por fatores psicológicos, como o nervosismo e a timidez, embora haja outros fatores que poderão ter influência.

Acha mesmo que se sabe lavar? 15 erros que comete no banho
Acha mesmo que se sabe lavar? 15 erros que comete no banho
Ver artigo

No entanto, há cada vez mais homens a procurar solução para este problema com a aplicação de botox, que bloqueia temporariamente os sinais que ativam as glândulas sudoríparas.

A hiperidrose é uma consequência da hiperatividade do sistema nervoso simpático, que leva as glândulas sudoríparas - neste caso das mãos, mas pode acontecer também nas axilas ou nos pés - a produzir uma grande quantidade de suor.

Embaraçoso e constrangedor

Nos casos mais intensos, pode tornar constrangedora uma simples tarefa como pegar num papel ou dar um aperto de mão. Com o tempo, acaba por tornar difícil e embaraçoso o convívio social.

Quem sofre deste problema acaba por se sentir marginalizado e tende a ver a sua auto-estima afetada. Por causa da perda excessiva de água, os indivíduos podem enfrentar outros problemas se se encontrarem num ambiente extremamente quente e húmido, correndo o risco de ficarem desidratados.

Botox Toxina botulínica
O botox bloqueia os sinais dos nervos que ativam as glândulas sudoríparas DR

A boa notícia é que este aumento da produção de suor pode ser bloqueado. A cirurgia torácica é uma possibilidade. Com esta intervenção, um nervo é seccionado, bloqueando o estímulo para suar na zona afetada.

Alternativa segura e eficaz

A aplicação de Toxina Botulínica (botox) é uma alternativa segura e eficaz. O botox bloqueia os sinais dos nervos que ativam as glândulas sudoríparas.

Depois de ser colocada uma anestesia local, o produto é introduzido nas palmas das mãos através de cerca de 12 pequenas injeções.

A aplicação não demora mais do que 15 minutos e o efeito é notado a partir das 72 horas seguintes ao tratamento. Os resultados são temporários, prolongando-se por cerca de seis meses.

 As explicações são do médico e cirurgião plástico Zeferino Biscaia Fraga.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.