Nas últimas 24 horas, o país registou casos positivos em Luanda, (41), Huambo (11), Benguela (9), Cunene (8), Huíla (5), Cuando Cubango (3), Cabinda (3), Bué (2) e Lunda Sul (1), com idades entre oito meses e 83 anos, sendo 47 do sexo masculino e 36 feminino.

De acordo com dados do boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública, as quatro mortes reportadas, duas das quais do sexo masculino e duas do sexo feminino, com idades dos 11 meses aos 83 anos, registaram-se nas províncias do Huambo, Huíla, Lunda Sul e Luanda.

Quanto aos doentes recuperados, com idades dos dois aos 76 anos, foram notificadas nas províncias de Luanda (125), Huíla (6), Benguela (4) e Cabinda (4).

Com estes das últimas 24 horas, Angola contabiliza 39.172 casos positivos, 910 mortes, 33.514 recuperados e 4.748 ativos, dos quais 15 encontram-se em estado crítico, 20 graves, 53 moderados, nove leves e 4.651 assintomáticos, estando 97 internados, 170 em quarentena institucional e sob vigilância epidemiológica 2.200 contactos.

Os laboratórios processaram no mesmo período 2.248 amostras por RT-PCR, sendo o cumulativo até à data presente de 660.426 amostras processadas, com uma taxa cumulativa de positividade de 5.9%.

Nos pontos de entrada e saída da capital angolana, Luanda, foram testadas, nas últimas 24 horas, a base do teste de antigénio 227 pessoas.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.957.862 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 182,5 milhões de casos de infeção, segundo o balanço mais recente feito pela agência francesa AFP.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.