Pelos números do INE, no dia 24 de março registou-se uma média diária de 451 casos de infeção nos sete dias anteriores (3.155 casos no total), o "valor mais baixo desde 09 de setembro de 2020", continuando a "diminuição acentuada do número de novos casos confirmados nos últimos sete dias" a partir a 28 de janeiro.

A taxa de incidência de contágios a 14 dias era na passada quarta-feira de 64 casos por 100 mil habitantes, muito abaixo do máximo de 1.667 casos verificada a 29 de janeiro.

No dia 16 de março, quando foram atualizados pela primeira vez os números de contágios por município, 261 dos 308 concelhos tinham valores inferiores ao limiar de 120 casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores.

Esses números traduziam também uma redução da taxa de incidência em 62 por cento dos municípios em relação ao dia 09 de março.

A 16 de março, nenhum concelho estava em nível de risco extremamente elevados e só cinco tinham taxa de novos casos confirmados de contágio acima do patamar "risco muito elevado", acima de 480 casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores.

Em 180 municípios, a taxa de incidência estava inferior a 60 novos casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores.

Os números do INE apontam também que o número de mortes na Área Metropolitana de Lisboa entre 08 de fevereiro e 07 de março foi 1,3 vezes superior ao do período homólogo nos últimos cinco anos, apesar de se ter verificado uma descida desse rácio em todas as regiões do país.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.