Rui Rio anunciou no dia 10 de janeiro que teria de ficar em isolamento profilático por ter tido um contacto de alto risco com o vice-presidente Salvador Malheiro, infetado com covid-19. No dia 13, testou negativo ao novo coronavírus.

“Termina hoje o confinamento que a delegada de saúde me determinou. Vou cumpri-lo até ao último minuto. É este o dever de todos: cumprir com todo o rigor as regras vigentes. É a nossa obrigação cívica. Só assim venceremos”, escreveu hoje o presidente do PSD, na sua conta oficial na rede social Twitter.

O contacto considerado de alto risco aconteceu depois da reunião da Comissão Permanente do PS, realizada no dia 07.

Na reunião, segundo fonte oficial do PSD, todos os elementos da direção presentes estiveram de máscara e cumpriram distanciamento social.

No entanto, Rui Rio, o secretário-geral, José Silvano, e Salvador Malheiro continuaram juntos depois da reunião, num contacto mais prolongado e que foi considerado de alto risco.

Também o primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, e o líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, já tiveram de cumprir períodos de isolamento profilático por contactos próximos com infetados com covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.022.740 mortos resultantes de mais de 94,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.861 pessoas dos 549.801 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.