O primeiro-ministro Boris Johnson anunciou na segunda-feira um atraso de quatro semanas na última fase de desconfinamento em Inglaterra por causa das preocupações com a disseminação de variante Delta, detetada inicialmente na Índia e que é entre 40% a 80% mais contagiosa que a Alpha (estirpe britânica, já de si mais contagiosa que a original).

O Reino Unido conduz uma campanha de vacinação bem-sucedida e o governo defende que o adiamento do levantamento total das restrições de 21 de junho para 19 de julho permitirá que uma segunda dose da vacina seja administrada a milhões de pessoas a mais.

A mortalidade continua baixa, com 19 mortes registadas esta quinta-feira, e as vacinas são consideradas eficazes na prevenção de sintomas graves relacionados com a variante Delta.

Sendo o país mais afetado pela pandemia na Europa, o Reino Unido já regista 127.945 mortes confirmadas por COVID-19.

Um relatório do governo divulgado hoje mostrou que o número de casos está "a aumentar exponencialmente" em toda a Inglaterra, impulsionado por grupos de idade ainda não vacinados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.