Diana Chaves aceitou substituir Cristina Ferreira nas manhãs da SIC mas não se identifica com o formato que está a conduzir, garantiu fonte próxima da apresentadora e atriz em declarações à revista TV Guia. Chamada de emergência para fazer companhia ao ator e apresentador João Baião na condução de "Casa feliz", no canal de Paço de Arcos, a artista de 39 anos, que é um dos rostos exclusivos da estação, assumiu o desafio, mas preferia estar a gravar uma das novas telenovelas que a emissora está a preparar.

Famosos na piscina. As (muitas) fotografias que as celebridades partilham nas redes sociais
Famosos na piscina. As (muitas) fotografias que as celebridades partilham nas redes sociais
Ver artigo

"Foi chamada de forma inesperada e claro que aceitou mas o programa não faz o seu género. É um formato com o qual não se identifica. Além disso, disseram-lhe que só precisavam que ela ficasse nas manhãs durante uma semana e a situação arrasta-se", refere a mesma fonte. "Quando os assuntos são mais dramáticos, mexem muito com ela. A Diana é uma pessoa emocional. O João [Baião] tem sido uma grande ajuda", afiança. Em declarações à edição desta semana da revista TV 7 Dias, a eterna noiva do antigo futebolista César Peixoto não assume, todavia, o alegado descontentamento. "Às oito da manhã, já estou no estúdio", revela.

"Se confiam em mim, estou sempre pronta para dar o meu melhor. As pessoas que trabalham comigo, nomeadamente o Daniel [Oliveira, diretor-geral de entretenimento e diretor de programas da SIC], já sabem que eu sou assim, aplicada. Não entro em pânico. Falaram-me de pressão, no início, mas eu fui atleta de alta competição e estou habituada a agir sob pressão", confidencia Diana Chaves. "Se errar, errei. Agora, estar à altura das expetativas de cada um já é mais difícil, mas vim para dar o meu melhor", assume.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.