Estivemos à conversa com a designer de jóias, Olga Noronha, depois da sua apresentação no segundo dia de ModaLisboa, onde ficámos a conhecer melhor a sua coleção, bem como os seus projetos futuros.

Qual foi a inspiração desta coleção?
A inspiração é muito simples e está centrada em peixes de aquário, que não vivem nem no mar, nem no rio e são criados especificamente para aquários. São uma mistura de várias raças que se chamam 'Beta' e que independentemente de serem conhecidos como os 'beta peixes lutadores', tem um aspeto muito alfa, onde as fêmeas não são muito bonitos e os machos são imponentes, com umas caudas vaporosas e uns movimentos extremamente sensuais. O que foi feito na coleção, foi a apresentação de uma silhueta extremamente elegante, vaporosa com as caudas, mas a parte da frente era coberta por uma armadura.

Quais foram os materiais usados nas peças?
As peças são feitas de porcelana altamente rígida, de forma a que houvesse uma proteção que mostra-se a vontade de tocar, mas que isso não fosse possível.

Foi difícil trabalhar com esses materiais?
Não, não foi pelo seguinte, porque eu ouvi falar no material e ouvi falar nos contras dele e eu tirei proveito destes.

Desde quando é que surgiu a paixão pela joalharia?
Toda as pessoas me fazem esta pergunta e eu nunca sei dizer. Eu não tenho ninguém na família que esteja ligado diretamente às artes ou à joalharia, surgiu acho eu com cinco, seis anos com as missangas sendo depois substituídas pelos arames e depois por calhaus e pedras e comecei a aglutinar as peças e a inventar fechos e garras. Aos 11 anos, uma amiga da família disse-me para ir à exposição de Natal da escola Engenho e Arte, porque tem lá meninas a estudar, da tua idade, joalharia e eu disse 'ok' e os meus pais levaram-me. A partir daí e após terem visto um alfinete que eu tinha feito para a minha mãe, acabei por ficar na escola até aos 18 anos.

De onde é que surgem as inspirações para as coleções?
Surgem de incentivar as pessoas a refletirem naquilo que não é óbvio, porque tudo o que é óbvio é um repelente para mim.

Tens alguns designers em que te inspires?
Alexander McQueen!

Quais são os teus projetos para o futuro?
Rapidamente terminar o doutoramento, tentar dar uma reviravolta na única licenciatura de joalharia que existe cá em Portugal, criar uma marca de joalharia de luxo, que já estou a trabalhar nisso, o resto é viver todos os dias ao máximo.

Onde é que as pessoas podem adquirir as tuas peças?
Entrando em contacto direto comigo, pois as peças são todas exclusivas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.