Há cabeleireiros, centros estéticos, casas de massagem e spas a fazerem cirurgias plásticas e estéticas sem profissionais habilitados, condições de segurança ou bloco operatório adequado.

A notícia é avançada pelo Jornal de Notícias.

Lipoaspirações, preenchimentos faciais, reconstruções e implantes mamários, colocação de botox são alguns dos atos realizados sem controlo médico que constam de um levantamento feito a nível nacional por cirurgiões plásticos. Os especialistas falam de graves perigos. "Um problema de saúde pública desconhecido", escreve o referido jornal.

De acordo com a Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética, as substâncias utilizadas são na maioria das vezes de qualidade duvidosa.

"É um problema extremamente grave, que se tem vindo a agravar, prejudicando verdadeiramente a saúde dos doentes", disse Celso Cruzeiro, presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.

O cirurgião salienta que a maioria das cirurgias praticadas respeita a atos aparentemente simples, como preenchimento faciais, lipoaspirações, mamoplastias e aplicação de injetáveis como 'botox', mas que "exigem conhecimentos básicos para serem aplicados".

Leia tambémCirurgiões plásticos preocupados com operações feitas por profissionais sem qualificação

Leia ainda: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.