Há mais um caso confirmado de coronavírus em Portugal, avança a RTP Notícias. Trata-se de um homem de 44 anos que está internado no Hospital de São João, no Porto. O homem regressou de Itália recentemente.

A Direção-geral de Saúde confirmou oficialmente a informação em comunicado. "A situação clínica (do quinto infetado) está estável", lê-se na nota.

Recomendações da DGS

A DGS acompanha a situação da expansão do novo coronavírus e recomenda:

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
  • Evitar o contacto próximo com pessoas que sofram de infeções respiratórias agudas; evitar o contacto próximo com quem tem febre ou tosse;
  • Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contacto direto com pessoas doentes, com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;
  • Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir;
  • Evitar o contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;
  • Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos; deitar o lenço de papel no lixo);
  • Evitar o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;
  • Seguir as recomendações das autoridades de saúde do país onde se encontra.

O quinto paciente está internado na mesma unidade onde estão outros dois doentes infetados, um homem de 60 anos e outro de 33.

Este é o quinto caso de infeção reportado em Portugal. Os cinco infetados com COVID-19 em Portugal são homens, com idades entre os 30 e os 69 anos.

A Direção-Geral da Saúde elevou ontem para quatro o número de casos de infeção pelo novo coronavírus em Portugal.

A Direção-Geral da Saúde, que tem um microsite com múltiplas informações sobre a doença, recomenda como principais medidas de prevenção a frequente lavagem de mãos. Em caso de possível contágio, a indicação é ligar para o SNS 24 (808 24 24 24) e evitar deslocações aos serviços de saúde

Em comunicado, a DGS indicou na terça-feira que foram confirmados mais dois casos positivos, um deles um homem de 60 anos no Hospital de S. João, no Porto, com "ligação a caso confirmado" para o novo coronavírus que causa a doença COVID-19.

O segundo caso de infeção em Portugal reportado ontem é o de um homem de 37 anos no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, igualmente com "ligação a caso confirmado" para o novo coronavírus.

Na segunda-feira, a DGS confirmou os dois primeiros casos de infeção em Portugal, um homem de 60 anos e outro de 33, internados em hospitais do Porto. Os hospitais Curry Cabral, em Lisboa, e de S. João e Santo António, no Porto, onde estão internados os quatro homens, são unidades de referência indicadas pela DGS para a fase de contenção da propagação do novo coronavírus.

O surto de COVID-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortos e infetou mais de 90.300 pessoas em cerca de 70 países e territórios, incluindo Portugal. Das pessoas infetadas, cerca de 48 mil recuperaram, segundo as autoridades de saúde de vários países.

Além de 2.943 mortos na China, onde o surto foi detetado em dezembro, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América, San Marino e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde declarou a epidemia de COVID-19 como uma emergência de saúde pública internacional e o risco de contágio "muito elevado".

Veja em baixo o mapa interativo com os casos de coronavírus confirmados até agora

Se não conseguir ver o mapa desenvolvido pela Universidade Johns Hopkins, siga para este link.

Os vírus e os coronavírus: quais as diferenças?

Notícia atualizada às 09h16

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.