Tenha atenção às gorduras más. Pelo facto de intensificarem o sabor dos preparados aos quais são adicionadas durante a confeção, são muito utilizadas em produtos alimentares que se tornam, assim, muito atrativos e apelativos. Existem, no entanto, alimentos ricos em gordura que devem ser evitados a todo o custo, não só porque são prejudiciais à saúde como também porque promovem alterações no metabolismo que impedem a perda do peso. É o caso dos cinco que lhe indicamos de seguida.

1. Óleos para frituras

São ricos em gorduras hidrogenadas, substâncias que, como comprovaram inúmeros estudos científicos realizados ao longo dos últimos séculos, promovem e/ou agravam as doenças cardiovasculares, muito comuns em Portugal. Entre os alimentos a evitar incluem-se, por exemplo, as batatas fritas, os panados, os rissóis, os croquetes e os pastéis de bacalhau.

2. Gorduras da carnes processadas

Tal como sucede com a dos óleos para frituras, também esta é uma gordura pouco saudável, estando, também ela, associada a várias doenças, como têm alertado inúmeros especialistas em todo o mundo.  As salsichas e o fiambre, alimentos de produção industrial, figuram na lista dos ingredientes alimentares que deve evitar, assim como os enchidos, mesmo os caseiros, muito apreciados pelos portugueses.

3. Gorduras da carne vermelha

O bife com batatas fritas e o bitoque são pratos nacionais mas, como diziam os mais antigos, só devem ser ingeridos quando o rei faz anos. Muito raramente, portanto. A gordura das carnes vermelhas, como é o caso da de vaca, da de vitela, da de porco, da de leitão, da de carneiro, da de cabrito, da de borrego e da de cavalo, é uma gordura saturada que não contribui para a promoção da saúde, como também alertou a Organização Mundial de Saúde no final de 2015.

4. Maioneses

Apesar de ser muito consumida pelos portugueses, também deve ser evitada, sobretudo a de produção industrial. Normalmente, é feita com gordura hidrogenada que potencia problemas cardiovasculares. Ao prepará-la em casa, deve utilizar azeite. Ainda assim, também essa deve ser ingerida com muita moderação, devido ao grande teor calórico deste alimento.

5. Produtos empacotados 

De fabrico industrial, os alimentos processados possuem, por norma, além de corantes e conservantes, gorduras hidrogenadas, nomeadamente óleo de palma. Apesar de ser muito utilizado por ser um ingrediente barato, está longe de ser um produto saudável, como alertaram vários estudos científicos levados a cabo nos últimos anos. Encontra-o, por exemplo, em bolachas e em bolos, mas também em muitos outros preparos gastronómicos, como pode ver de seguida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.