Depois de almoço, tende a dar-lhe uma quebra? Conheça a almofada mais portátil do momento e torne os seus dias mais produtivos com o descanso de uma siesta à distância de um braço. Depois do sucesso da Ostrich Pillow, conhecida como almofada-avestruz, o Estúdio Kawamura-Ganjavian criou uma versão ainda mais portátil do produto, que vai facilitar as sestas rápidas (power naps) ao longo do dia. Chama-se Ostrich Pillow Mini, custa cerca de 20€ e é uma pequena almofada para apoiar a cabeça, que pode ser usada (como uma pega) na mão, no cotovelo ou no braço. A versão mini foi lançada numa campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter.com.

O britânico de origem iraniana Ali Ganjavian, um dos criadores do objeto e também sócio do escritório de arquitetura Kawamura-Ganjavian, disse ter sonhado com a almofada-avestruz, uma mistura de almofada de luxo e balaclava (capuz de malha que cobre a cabeça, o pescoço e parte dos ombros, deixando apenas os olhos de fora), com a qual os usuários podem descansar a cabeça e os braços. Na época, o empreendedor disse esperar que a sua criação, cujo nome se inspira no modo como os avestruzes escondem a cabeça na terra, revolucionasse as chamadas power naps, sestas breves e revigorantes.

Segundo Ali Ganjavian, a invenção surgiu da necessidade dos próprios designers fazerem uma pausa no trabalho para se revitalizarem. «Criámos (o travesseiro) para nós mesmos», afirma o inventor, que nasceu em Romsey, localidade de Hampshire, no Reino Unido, apesar de residir atualmente em Madrid, em Espanha, onde a siesta ainda continua a ser uma tradição. Por falar nisso, não fazia agora uma? A Ostrich Pillow Mini pode ser adquirida online através dos sites Shop.blendstore.pt e Studiobananathings.com.

Texto: Joana Brito

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.