Com benefícios comprovados na resistência muscular, flexibilidade e capacidade de concentração vai estar, pela primeira vez, entre as modalidades disputadas nos Jogos Olímpicos

“A aprendizagem da escalada é um processo contínuo. À medida que ganhamos experiência, começamos a dominar as técnicas e a melhorar a autonomia e a confiança na sua prática”, explica Esteban Molnar, CEO do MURUS.

“No entanto, temos de considerar que é um desporto potencialmente perigoso e todos os praticantes devem conhecer os princípios básicos de segurança antes de arriscarem qualquer tipo de subida. Quem pretender iniciar-se na modalidade é aconselhável a realização de um curso de iniciação com profissionais da área. Depois disso, resta apenas desfrutar dos inúmeros benefícios da modalidade”, finaliza.

A pensar nisso, o espaço MURUS reuniu uma seleção dos seis principais benefícios da prática da modalidade.

1. Aumento da força e resistência física

O aumento da força física é um dos primeiros benefícios percebidos pelas pessoas. A escalada é um desporto muito completo e que trabalha praticamente o corpo todo.

O esforço necessário para elevar o corpo ao longo de uma parede faz com que a potência e a resistência muscular aumentem, assim como a flexibilidade do corpo.

2. Perda de peso

Para quem procura um desporto para perder peso, a escalada é uma ótima opção. Combina cardio e força numa só modalidade onde, em média, 30 minutos podem resultar na queima de até 475 kcal.

3. Melhora a concentração e a coordenação motora

Escalar exige atenção e foco. Seja na parede ou na rocha, é preciso estar com a cabeça 100% direcionada à próxima agarra. Concentração, coordenação motora e controlo do corpo são colocados à prova em todos os momentos.

4. Previne doenças crónicas

Sendo uma atividade física rigorosa e intensa, os diversos exercícios envolvidos podem ajudar na prevenção de doenças crónicas como são exemplo as doenças cardíacas, a pressão alta, o colesterol alto e a diabetes.

5. Reduz o stresse e a ansiedade

A escalada trabalha aspetos psicológicos como o medo, a concentração e a atenção. É preciso ter uma visão estratégica antes de realizar qualquer movimento.

Ajuda ainda a eliminar os índices de stress e ansiedade, trazendo não só o bem-estar físico ao praticante, como também o bem-estar mental.

6. Conquista dos medos

Tendo em conta que um dos medos mais comuns entre as pessoas são o medo de altura e o medo de cair da mesma, a prática desta modalidade é favorável à sua conquista.

Com a segurança adequada, os praticantes podem alcançar alturas no seu próprio nível de conforto. Conquistar esse medo das alturas dá força a muitas pessoas e ajuda a construir confiança e autoestima.

Texto: Esteban Molnar, CEO do MURUS, The Climbing Temple

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.