A comercialização deste dispositivo, do fabricante Allergan, encontra-se notificada em Portugal, pelo que a autoridade do medicamento “recomenda a todos os intervenientes na cadeia de comercialização e utilizadores, o cuidado de verificar o lote dos produtos antes de proceder à sua disponibilização e/ou utilização”, refere o Infarmed numa circular informativa publicada no seu ‘site’.

O Infarmed foi alertado pelo distribuidor em Portugal dos produtos Allergan que tinha sido identificado um lote contrafeito do dispositivo para preenchimento dérmico Juvéderm Voluma, do fabricante Allergan (FR).

Segundo a autoridade do medicamento, o produto foi comprado por um português no Brasil a uma empresa que alegadamente o adquiriu a partir da China.

O fabricante confirmou que o número de lote VB31B91950 não corresponde a nenhum produto Allergan.

“Por outro lado, a referência que consta no ‘blister’ do produto (94506JR) não corresponde à referência indicada na caixa (94141EC)”, adianta.

O Infarmed apela às entidades que detetem o produto contrafeito para não o utilizar, devendo reportar a situação à Direção de Produtos de Saúde da autoridade do medicamento.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.