"Constatamos que o índice de contágio está a aumentar em vários Estados-membros, após a redução que tínhamos observado nas semanas anteriores", disse em conferência de imprensa Marco Cavaleri, o responsável pela estratégia de vacinação da EMA, cuja sede fica em Amsterdão.

A EMA "continua a controlar a eficácia das vacinas anticovid contra a variante ómicron", afirmou, e acrescentou: "Quero reiterar que ainda não há provas [...] que justifiquem a recomendação de uma segunda dose de reforço para a população em geral".

O governo francês anunciou no sábado que disponibilizará a quarta dose da vacina contra a COVID-19 "aos maiores de 80 anos que tenham recebido a de reforço há mais de três meses", diante de uma leve retomada da epidemia.

Por sua vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) expressou, esta quarta-feira, preocupação pelo aumento de casos de COVID-19.

Após a redução de casos registada durante várias semanas, as infeções cresceram 8% na semana passada, para 11 milhões de casos, com mais de 43.000 novas mortes, segundo a OMS.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.