Depois de, em anos anteriores, o Concurso ter decorrido em cidades como Lisboa, Porto ou Portimão, este ano, a iniciativa viaja até Coimbra, a 27 de novembro, na Praxis, e em Colares, no fim de semana seguinte, 4 de dezembro, na HopSin. Em ambos os dias, além da avaliação das cervejas a concurso, há atividades paralelas como visitas às instalações onde se produz a cerveja, workshops ou quizzes.

O primeiro prémio é sempre o mais ambicionado pelos cervejeiros a concurso e, mais uma vez, as expectativas são altas: as quatro receitas vencedoras de cada uma das categorias do concurso, vão ser recriadas pela Rafeira, pela The Browers Company, pela Barona e pela Mean Sardine.

Tal como nas edições anteriores, o Concurso é patrocinado por muitas mais marcas ligadas ao mercado da cerveja artesanal, sejam elas produtoras de cerveja, vendedoras de equipamentos e matérias-primas ou lojas online.

As inscrições decorrem até 14 de novembro com a organização a aguardar mais de cem cervejas a concurso que vão ser avaliadas por um conjunto de juízes certificados, cervejeiros, peritos em análise sensorial ou sommeliers de cerveja. Estes, numa prova cega, vão escolher as melhores cervejas em quatro categorias diferentes: Ale, Lager, Berliner Weisse (estilo destaque este ano) e Experimental.

Recorda-nos a organização, o Fórum Cervejas do Mundo de Bruno Aquino, que o “Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais foi o primeiro evento nacional certificado pelo BJCP, o Beer Judge Certification Program, uma organização mundial de juízes de cerveja, criada em 1985, presente em mais de 40 países e com mais de seis mil juízes no Programa”.

A primeira edição do concurso decorreu em 2008 e, desde então, muitos dos cervejeiros vencedores passaram a ser figuras de destaque no movimento cervejeiro nacional, alguns criando as suas próprias marcas e outros passando a trabalhar em algumas das mais conhecidas marcas de cerveja portuguesas. Os cervejeiros de marcas como a HopSin, Bolina, Mania, Vicentina, FdS! Beer e outras foram alguns dos vencedores.

O Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais é uma oportunidade para os cervejeiros, sejam eles amadores ou profissionais, pegarem nas suas panelas e darem azo a experimentações e demonstrações da sua qualidade e mestria.

“O concurso procura ser, igualmente, um momento de alavancagem para novos projetos, incentivando-os a saírem da garagem de casa e a tornarem-se, quem sabe, num negócio e na próxima marca de cerveja artesanal em destaque nas melhores lojas de cerveja artesanal de Portugal”, lemos na nota informativa que acompanha o anúncio do concurso.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.