Jantar num restaurante com estrela Michelin poderá estar na lista de desejos de muitas pessoas. E é um desejo com um preço, geralmente elevado. Mas de acordo com um estudo da Chef’s Pencil, Portugal encontra-se no top 10 dos países onde não é assim tão caro fazer uma refeição num restaurante Michelin.

A plataforma digital decidiu, assim, descobrir quais os lugares onde é menos e mais caro comer num restaurante com uma classificação Michelin (restaurantes com duas e três estrelas).

Os 10 países mais baratos para jantar num restaurante com estrela Michelin:

1. Tailândia (preço médio 147 euros)
2. Irlanda (preço médio 180 euros)
3. Coreia do Sul (preço médio 181 euros)
4. Taiwan (preço médio 181 euros)
5. Portugal (preço médio 184 euros)
6. Espanha (preço médio 185 euros)
7. Bélgica (preço médio 190 euros)
8. Áustria (preço médio 196 euros)
9. Países Baixos (preço médio 201 euros)
10. Alemanha (preço médio 210 euros)

No reverso da moeda, Dinamarca é o país mais caro para degustar uma refeição Michelin, com um preço médio a rondar os 344 euros (aprox.). Singapura e Suécia vêm logo a seguir com preços médios entre os 310 e os 278 euros.

Para elaborar o ranking foram pesquisados os menus de 450 restaurantes que conquistaram duas ou três estrelas Michelin. Para restaurantes onde os preços não estavam facilmente disponíveis, a plataforma contou com artigos da comunicação social ou com o Guia Michelin para orientação de preços. As classificações de país e cidade incluem locais que acolhem pelo menos três desses restaurantes Michelin com a melhor classificação.

A análise realizada pela Chef’s Pencil mostra que o menu de degustação completo para restaurantes de duas e três estrelas custa em média 235 euros por pessoa. Existem grandes diferenças de preços entre restaurantes de duas e três estrelas. Em média, o menu de degustação completo custa 215 euros para restaurantes de duas estrelas e 304 euros para restaurantes de três estrelas.

Ou, dito de outra forma, uma estrela Michelin extra custará mais cerca de 100 euros adicionais. É de referir que os preços são por pessoa e geralmente não incluem bebidas, impostos ou gorjetas.

A plataforma dá ainda uma dica: opte pelo menu do almoço, pois geralmente custa muito menos do que o jantar, embora nem todos os restaurantes o ofereçam.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.