Ficou famoso após aceitar o convite para ser um dos três jurados do famoso concurso de culinária "MasterChef Austrália" entre 2009 e 2019, ano em que visitou Portugal. Na altura, Matt Preston, crítico gastronómico, jornalista especializado e autor de livros de culinária britânico, que emigrou para o outro lado do mundo em 1993, ficou agradavelmente surpreendido com o que por cá viu, comeu e provou e, desde então, não se cansa de o afirmar publicamente.

"Num próximo livro, haverá três receitas portuguesas. Eu estou sempre à procura de novas coisas e apaixonei-me pelo arroz de tamboril e pelo arroz de marisco. Esses pratos de arroz são, para mim, o que melhor representa a comida portuguesa. São simples, deliciosos e cheios de sabor", revelou o escritor de 60 anos, em primeira mão, em entrevista exclusiva à edição de novembro da revista Cristina. Estes não foram, todavia, os únicos pratos a conquistar Matt Preston.

Para além de um creme de coentros que lhe serviram que lhe ficou na memória, também se rendeu a outra especialidade gastronómica. "Açorda é maravilhoso", desabafa. "São pratos simples que nos fazem perguntar por que é que ninguém se lembrou deles antes. É a genialidade da cozinha portuguesa", elogia o crítico gastronómico. "No estrangeiro, pensamos que a comida portuguesa é apenas açúcar e ovos, por causa da doçaria conventual. É nisto que pensamos", refere.

Matt Preston tem novo livro. Ex-jurado do "MasterChef Austrália" propõe agora 120 receitas vegetarianas e veganas
Matt Preston tem novo livro. Ex-jurado do "MasterChef Austrália" propõe agora 120 receitas vegetarianas e veganas
Ver artigo

"Mas, quando chegamos a Portugal, vemos que há frescura e simplicidade na comida. É surpreendente. E, depois, há sempre o frango assado com batatas fritas e o pudim, que são o oposto disto tudo mas também me convencem", confidencia. Se voltasse cá na companhia dos antigos colegas do "MasterChef Austrália", já sabe onde é que os levaria. "Teriam de provar ovos moles e iríamos a Beja comer cachaço de porco, que é maravilhoso. O George [Calombaris] ia amar. Iríamos comprar peixe à lota. Teríamos muito por onde ir", garante. "A minha missão com os dois seria encontrar as melhores pataniscas, fofas e bem recheadas", revela ainda.

Laos e Mianmar são dois dos destinos que gostava de visitar mas, antes, tem outra prioridade. "Nunca fui ao norte de Portugal, é a minha próxima viagem", confidencia Matt Preston. "Já a tinha planeada. Espero que aconteça no próximo ano. Era suposto ter estado aí em setembro do ano passado. Passei aí tão bons momentos", assume. "Quero ir ver o Sporting, o Benfica e o Porto. Há também restaurantes novos que gostava de experimentar", confessa ainda o britânico.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.