"Em resultado da operação de fiscalização, procedeu-se à apreensão de mais de 250 quilos de queijo de ovelha, por se considerarem géneros alimentícios não seguros e que foram sujeitos a perícia veterinária, no valor total de 2.786,00 euros", refere a ASAE em comunicado.

"Durante a ação, verificou-se ainda que o operador económico não dispunha de número de controlo veterinário válido, atribuído pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), e que a unidade fabril não cumpria as boas práticas de fabrico e higienização, nomeadamente pela utilização na atividade de água de captação própria, sem análises da mesma, não existindo a garantia da sua potabilidade e, ainda, uma deficiente implementação de um sistema baseado nos princípios de HACCP", acrescenta.

"Da ação resultou a instauração de um processo-crime pela utilização de NCV suspenso, pelo crime de desobediência, pelo descaminho de produto apreendido e pela violação de selos, tendo sido detida uma pessoa em flagrante delito e sujeita a termo de identidade e residência, que contou com a colaboração da Direção Geral de Alimentação e Veterinária", lê-se

"A ASAE continuará a desenvolver ações de fiscalização, no âmbito das suas competências, em todo o território nacional, em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos, na salvaguarda da segurança alimentar e saúde pública dos consumidores", conclui a nota.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.